Um espaço italianinho e maluco

Quinta-feira, 7 de Outubro de 2010
Countdown

Se Deus quiser daqui a duas semanas ou menos vou para a minha terrinha. Vou estar no norte, durante 4-5 dias, por motivos de trabalho, com um colega meu, vamos visitar uns clientes italianos da nossa sociedade e vamos também a procura de novos clientes no mercado italiano. Depois, vou três dias para L'Aquila, sozinho, o meu colega volta sozinho para Portugal, de Milão, e eu fico mais três dias de ferias na minha terrinha, depois volto sozinho desde Roma. Este seria o plano. Tenho esperança que corra tudo bem. A saudade da minha terrinha é imensa, eu até gosto de Portugal, mas  para a minha terra tenho um amor diferente, maior, e também é normal que assim seja. Amo-a ainda mais agora que vivo longe dela. terei que aproveitar ao máximo esses três dias que tenho. Também hei de me encontrar com a minha ex-esposa. na Itália existe uma lei absurda que obriga os pares a ficarem três anos separados judicialmente vivendo em casas diferentes antes de terem o direito de pedir o divorcio. A minha esposa e eu separamo-nos a 13 de Outubro de 2007, portanto a partir de 13 de Outubro de 2010 temos o direito de pedir o divorcio. Já marquei encontre com ela, que não queremos perder mais tempo e vamos começar logo o processo para o divorcio. Assim hoje peguei no meu velho telemóvel italiano e liguei para ela, quase uso o meu telemóvel italiano cá, pois é mais barato utilizar um telemóvel português, claro, e eu tenho dois, um pessoal e outro da empresa, profissional, mas hoje peguei no italiano e liguei para a minha ex esposa italiana, para marcar um compromisso com ela, numa cidade a beira mar na Itália central, onde ela vive. Apesar de tudo gosto da minha vida. Já volto a sentir aquela gratidão para a vida. Só gostava de ter mais dinheiro no bolso, isso sim, custa-me acostumar-me a estes ordenados portuguesinhos, contudo vive-se bem em Portugal, ganha-se muito pouco aqui, mas Portugal é um pais lindo onde se vive bem.


:
música: vou-me embora vou partir

publicado por Il Conte às 19:17
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 4 de Outubro de 2010
Dia insonso

Dia insonso hoje, tenho andado por ai um bocado chateado, com pouca paciência. Tenho um emprego de que gosto (ainda que seja muito mal pago), tenho uma mulher que me ama e que eu amo também, estou bem em saúde, tenho um carro, um papagaio, dúzias de relógios, montes de camisas, roupa, sapatos, como três vezes por dia e às vezes com lanches e merendas até cinco ou seis: tenho tudo, muitas pessoas, desempregadas, doentes, nas prisões, sozinhas....queriam muito bem estar no meu lugar...

Esquisito, ultimamente tinha aprendido a ser mais agradecido, a dar graças a Deus pelas bênçãos, agora parece que ando preguiçoso, a nível espiritual, em vez de ficar focado em tudo o que já tenho, começo sempre a pensar naquilo que faz falta. O que faz falta? Dinheiro ! Ando sempre liso, com este meu ordenado portuguesinho...eu não cresci aqui e é-me difícil viver sem dinheiro, antes de mudar para Portugal ganhava bem...

Ufa, que grande indecisão...tenho vontade de pirar-me, de sair desta miséria.

Estou com pouca paciência para sacrifícios e renuncias, agora só tenho caprichos, queria viver à grande e à francesa, no luxo total.

Bah, admito que me sinto bastante cretino hoje!


:

publicado por Il Conte às 20:07
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Sexta-feira, 17 de Julho de 2009
Uma vida muito real.

Ahh..não tenho ligado ao meu blog, ultimamente. É que ando a viver muito intensamente e quase nunca ligo o computador, um quarto de hora por semana no máximo, os emails recebo-os no meu Blackberry, não preciso do Skype pois agora vivo com a mulher que amo.

Por enquanto continuo trabalhando na produção, como trabalho à noite ganho mais 25% e como trata-se de um emprego por uma agencia de trabalho temporário pagam-me todos os meses as ferias e o subsidio de Natal, mensalmente, assim o total, com o subsidio de alimentação e tudo não é ruim, não serve para viver bem, no luxo, mas dá para ficar em Portugal sem ter que gastar as poupanças italianas e até dá para voltar outra vez a poupar algo mensalmente, para construir um futuro portuguesinho. Mas é claro que se trata duma situação temporária, eu ganhei sempre muito mais do que ganho agora e não quero contentar-me com isso, quero voltar nas vendas pois nas vendas é possível ganhar bem.

Adoro trabalhar à noite, não só por ganhar 25% mais dos colegas que trabalham de dia mas também porque enquanto trabalho posso pensar, que trabalhando das 22.00 às 6,30 passo no trabalho as horas mais silenciosas e calmas do dia.

Ultimamente tenho estado a pensar na gratidão e no perdão: quando começas a sentir gratidão pelo que já tens, sem esperares de ganhares o euromilhões para decidires de começares a seres feliz e quando começas a perdoar, pequenos e grandes milagres acontecem na tua vida.

Lembro que é preciso perdoar:

1) a tua própria pessoa, se Deus já nos perdoou. Estás arrependido pelo que fizeste? Pediste perdão ao Senhor Sinceramente? Então já estás perdoado, chega de andares por ai aflito por coisas que o Senhor já te perdoou e já esqueceu, se o Senhor esqueceu também devias esquecer.

2) Os outros, se te fizeram algo de mal. Perdoa os outros e deixa-os irem em paz.

3) Perdoa a tua pessoa pelo mal que TU fizeste aos outros.

4) Perdoa a tua própria pessoa pelas coisas que devias fazer mas  NÃO CONSEGUISTE fazer.

Bem, já fiquei demasiado tempo no computador, prefiro voltar a viver a vida, lá fora, que é mais intensa e excitante da vida virtual.

Mas também quis dar noticias minhas.

Até à próxima.


Assuntos: ,

publicado por Il Conte às 10:56
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Segunda-feira, 29 de Junho de 2009
Back to work

Depois dumas semaninhas de ferias (tiradas contra a minha vontade) ontem às 22,00 voltei ao trabalho, encontrei o meu (primeiro) trabalho em Portugal. Trata-se dum simples trabalho em produção, como operário , é um trabalkho temporario e é nocturno, das 22,00 às 6,30 da manha. Eu sei que não é o máximo trabalhar numa fabrica à noite mas nestes tempos de crises, com tanto desemprego e por seu eu estrangeiro considero-me com muita sorte e não me queixo nada, alias estou muito contente por começar a ganhar algo e ter a possibilidade d e continuar aqui em Portugal ao lado da pessoa que amo. Foram admitidas varias pessoas, todas com, no minimo, o XII, e até havia uma mulher licanciada. Licenciados a trabalharem à noite na produção e com a sensação de ter sorte! Neste tempo, um trabalho como operario à nopite, sempre é melhor do que o desemprego, e nem foi fácil entrar, dois dias de formação (não  pagos) e depois um exame por escrito...um exame para conseguir trabalhar como simple s operario e  só em regime de trabalho temporario.

São tempos dificéis.

Mas também há a possibilidade de trabalhar, para quem queira trabalhar realmente.

Agradeço o Senhor e Portugal por me terem aberto esta porta.

Deus é bom.

E Portugal é um bom pais para trabalhar e viver.

Back to work

Começa uma vida nova.

Enquanto comecei a trabalhar, claro, também continuo à procura de algo melhor, eu queria vender produtos e serviços e queria ganhar mais. mas o importante era arrancar uma vida profissional em Portugal, nem que fosse de um nível humilde.

A vida é bonita.


: com vontade de trabalhar
Assuntos:

publicado por Il Conte às 15:26
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito

Segunda-feira, 1 de Junho de 2009
Sem palavras.

No sabado recebi um telefonema dum camarada português, pessoa de bem que tem o sentido da pátria portuguesa e da importância de defendermos os valores da civilização ocidental. Tenho esperança de conseguir encontra-lo nos próximos dias, acho que podia aprender muita coisa por ele acerca da historia deste Portugal que , apesar de ser estrangeiro, tanto amo.

Mas o camarada conseguiu deixar-me sem palavras.

Então não é que, sem muitos rodeios, ele ofereceu de dar uma mão e chegou a oferecer até dinheiro?

Agora, eu dinheiro não posso aceitar de ninguém, sou uma pessoa que quer trabalhar para viver sem ser um peso para os outros, isto é bíblico, quem não quer trabalhar que nem coma, na palavra de Deus vem escrito como todos temos que trabalhar para ganharmos nosso pão sem vivermos à custa dos outros, portanto dinheiro pelos camaradas não aceitava, nem emprestado, mas se fosse uma mãozinha para arranjar um emprego ou um trabalho e ter a possibilidade de ganhar o meu pão, nesse caso aceitava sim e agradecia de coração. E contudo o camarada deixou-me sem palavras, com tanta generosidade, a oferecer de ajudar até a nível material. Posso não precisar disso, porque prefiro viver duma maneira frugal utilizando as minhas poupanças, mas mesmo assim apreciei imenso essa mão estendida.

Essa pessoa , que voltou a Portugal desde África, bem sabe como é chegar a Portugal sem  nada e ter que inventar um futuro aqui, de zero, e por isso pode perceber perfeitamente a minha condição actual. Fiquei comovido com a compreensão e a oferta de ajuda. Claro, aproveitei, não aceitei dinheiro mas disse-lhe que se pudesse dar-me uma mãozinha na procura dum emprego podia ser importante e o camarada prometeu fazer os possíveis para me dar uma mão com informações úteis ou passando o meu CV a uns conhecidos dele.

Um emprego em Portugal eu podia ter para o ano, já me foi oferecido, num grande projecto de construção civil que por enquanto está no papel mas para o ano vai tornar-se realidade. se tudo correr bem, para o ano vou ter um bom emprego em Portugal, agora hei de encontrar um emprego para um ano, um ano e meio, para não ficar a aborrecer-me em casa gastando as minhas poupanças ou ter que voltar a trabalhar na Itália. Agora que dei o salto e cheguei a Portugal, queria ficar, seria estúpido voltar para Itália e depois daqui a um ano voltar para Portugal, vou ver se consigo, se Deus quiser, ficar cá e começar já a trabalhar cá, qualquer coisa podia ser, por uns meses, nem me importava com o ordenado, podia aceitar também algo baixinho, por enquanto.


Assuntos: , ,

publicado por Il Conte às 12:46
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 12 de Maio de 2009
Mais uma amiguinha.

Vou mudar a hora do meu blog, antes aparecia a hora italiana, mas como agora estou em Portugal vou colocar a Portuguesa.

Cá na casa da minha portuguesa preferida  arranjei uma nova amiga: a gata que aqui vive. Damos muito bem e ela aceitou-me logo, a própria dona ficou admirada por ela dar-se tão bem comigo Mas os animais sabem perceber imediatamente, em poucos segundos, quais são os amigos e quais os inimigos, nós os humanos é que às vezes ficamos enganados.

Hoje abri uma conta num banco português, agora posso transferir dinheiro desde Itália para Portugal, se e quando precisar, facilmente. Já tratei da papelada, agora , se encontrar um emprego, sendo europeu, posso viver e trabalhar em portugal sem problemas, tendo todos os direitos dos cidadãos portugueses mas sem o direito de voto, claro. Mas posso ter acesso ao sistema de saude, se precisar. Eu sempre a queixar-me querendo menos Europa, menos Bruxelas, mas agora que estou aqui como estrangeiro, vejo como para mim, que sou Europeu, tudo é muito mais simples, comparados com estrangeiros vindos de paises fora da UE, para esses tudo é mais cumplicadinho a nível de burocracia, mas um cidadão europeu pode viver sem problemas em qualquer estado da União. Fiquei admirado pois esperava dificuldades maiores, mas afinal estou a ver que fica tudo muito simples. Antes assim !!!


Assuntos: ,

publicado por Il Conte às 20:17
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

A procura dum emprego

Vou agora abrir uma conta bancaria em Portugal e depois vou a procura dum emprego, nestes dias em que estou a dar os primeiros passos da minha vida portuguesinha podia ser qualquer tipo de emprego, até manual, não me importo, por enquanto só quero voltar a ganhar dinheirinho, nem que seja pouco, eu levo uma vida bastante frugal. Mas estou a tentar ver se posso utilizar a minha lingua italiana para isso, quem sabe...Estava a pensar que há muitos hoteis que são visitados por turistas italianos, pode haver pessoas ou empresasa que precisam de traduzir algo, ou então empresas que precisem de trabalhar muito com a Itália, gostava de encontrar um emprego, comercial, no turismo ou nos serviços que me desse a possibilidade de ficar ligado de alguma forma ao meu pais e à minha gente. Mas se não conseguir aceitava, ao menos num periodo inicial, também outras oportunidades que não tenham nada a ver com isso.

Aqui um vídeo que me deixa cheio de optimismo e vontade de viver.

 


Assuntos: , ,

publicado por Il Conte às 09:19
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito

Segunda-feira, 11 de Maio de 2009
Um homem novo, uma vida nova.

Sexta Feira tenho avião para Itália, pois no domingo casa a minha mana, mas já para a semana, se calhar, sou capaz de pegar no meu carro, pegar no Tejo (o meu papagaio chama-se Tejo) e depois voltar a Portugal de carro. Estou a pensar seriamente viver em portugal por uns tempos. O Responsavel da proteção civil italiana durante uma visita em L'Aquila na semana passada garantiu que o governo italiano vai pagar os custos para os consertos da cidade, também consertando as casas particulares. É bom viver na Europa, as taxas podem ser altas mas também é verdade que recebemos muita assistencia pelos nossos estados, provavelmente posso consertar a minha casa em L'Aquila sem ter que ser eu a pagar o custo e sim sendo ajudado pelo governo. O problema é que a minha casa fica numa area classificada como vermelha e portanto só posso consertar daqui a uns meses, provavelmente é coisa para o ano. Agora, como não quero ficar baixo duma tenda da proteção civil durante meses acho que vou mas é viver um bocadinho em Portugal. Hoje tirei o numero de contribuinte nas Finanças de Portugal, cadastrei-me numa agencia de empregos e pedi comprovativo da morada portuguesa na Junta de Freguesia. Amanha, se Deus quiser, abro uma conta num banco português. Também comprei novo telemovel com numero de operador telefonico português. Sexta Feira vou para Itália, mas só porque minha mana casar, mas logo depois do casamento volto para Portugal, desta vez de carro. Acabo de escrever que faria isto, faria aquilo, mas acho que falta o mais importante : vou fazer tudo isso só SE DEUS QUISER. Pois o homem propõe e Deus dispõe. Mas eu apresento os meus sonhos ao Senhor, e depois deixo tudo nos cuidados dele, pois só quero viver de acordo com os planos do Senhor, acabei de pretender conduzir sozinho a minha vida e quero o Senhor ao meu lado como primeiro piloto da minha vida. Desde que deixei entrar Deus na minha vida sinto-me muito feliz e coisas maravilhosas acontecem-me cada dia. Eu amo Jesus Io amo Gesù Gloria a Dio Alleluia



publicado por Il Conte às 17:30
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

Terça-feira, 28 de Abril de 2009
Pessoas.

Estou a passar por uns problemas práticos, como todas as pessoas que vivem em L'Aquila, os bombeiros andam controlando as casas para darem a certificação de habitabilidade, como hão de controlar todas as casas da cidade e como os abalos continuam (a terra continua mexendo mas em escala menor) o Presidente da Câmara não autoriza as pessoas a voltarem a dormirem nas suas casas, nem essas cujas casas ficaram de pé, e assim, todos, ricos e pobres, ficam agora a dormirem em tendas (os que tiveram a couragem de ficarem aqui, mais ou menos uns 40.000) ou longe da cidade, uns 25.000 que se foram embora. Hoje a rua onde moro foi fechada pelos bombeiros e já não tenho acesso à minha casa, quer dizer, não tenho mas hei de pedir licenÇa aos bombeiros e só posso ir lá acompanhado. A minha casinha ficou de pé mas está sem luz, sem agua e sem aquecimento, como todas as outras e não posso lá entrar. Os controlos estaticos vão demorar semanas, meses, só aos poucos as pessoas vão conseguir voltar às suas casas, a maioria delas, quase todas, também não podem voltar aos seus empregos pois é preciso controlar também a segurança estatica de escritorios e fabricas, lojas, etc. A cidade está a caminho de voltar à vida, mas é um caminho comprido. Os problemas praticos são : impossibiloidade de ter acesso às nossas coisinhas, livros, músicas, roupa, etc, pois não podemos levar para as tendas tudo o que temos, como se pode imaginar, então aprendemos a estar no mundo com uma bagagem material muito leve!!! E depois, falta de privacidade, desconhecidos a partilharem espaços em comum, tendas, casas de banho, etc. E mais: vida cultural muito reduzida, quase parada, L'Aquila tinha uma vida cultural  muito intensa. Os problemas praticos são imensos. Mas as pessoas parecem ter perdido muito rapidamente muitos dos seus problemas morais, espirituais ou psicologicos. Quem chega hoje em L'Aquila encontra pessoas muito ocupadas e que têm imensos problemas, mas não encontra pessoas tristes ou deprimidas, ou então encontra muito menos da media. Ando descobrindo a riqueza das pessoas, a riqueza que andava escondida e que agora está a despontar. Vejo as pessoas a darem, darem também materialmente. Estes estão a ser os dias mais interessantes da minha vida, até agora nunca tinha vivido de maneira tão intensa, a vida tem hoje para mim um sabor maravilhoso estou super entusiasmado com a minha vidinha e não trocava com ninguém no mundo, nunca fui tão feliz na vida. Muitas pessoas desiludiram-me imenso: os meus pais, as minhas manas, os meus parentes, os meus amigos, todas as pessoas em que eu acreditava antes viraram-me as costas, deixaram-me sozinho, nas tintas comigo, eu agradeço Deus porque ele tirou o veu de tanta hipocrisia, ele mostrou-me que não havia lá, nessas pessoas, amor verdadeiro para mim, e de repente pessoas que outrora eram importantes para mim, como por exemplo a minha familia ou amigos, hoje não são nada. Mas em troca sinto o amor de Deus para mim, e descobri outros amores. A minha Portuguesa preferida está a lutar como uma lioa para me encontrar um emprego em Portugal, bate a todas as portas, fala com muitas pessoas, entrega curriculum meus, ela quer-me ali ao pé dela, e eu também queria viver com ela, amo a minha terra, mas amo ela também, e se conseguir mudo para Portugal, para depois voltarmos para a minha terrinha de ferias. Outros que me amam muito são os outros evangelicos que cá vivem comigo, deram-me roupa, uma cama na tenda, dinheiro e tudo o que necessito, realmente ajudam-me imenso, os evangelicos ajudam-me muito porque me querem bem, e eu quero bem a ele, e porque me ajudam praticamente, e não só com palavras, ajudam-me materialmente. Aqui posso ver de perto a enorme diferença entre os catolicos e os evangelicos na forma de ajudarem as pessoas, os catolicos falam muito e fazem muito pouco, os evangelicos não falam nada e resolvem os problemas em silencio, sem publicidade. Agradeço Deus pela Portuguesa numero três e pela comunidade evangelica de L'Aquila, se eu conseguir voltar a ter uma vida normal será unicamente graças a eles. O meu relacionamento futuro com os meus pais, as minhas manas e as outras pessoas que me  viraram as costas passa agora a ser minimal, eu por mim podia até acabar de ter laços com eles, tanto faz.

A vida é maravilhosa

Estou imensamente féliz.


: muito féliz
Assuntos: ,

publicado por Il Conte às 01:52
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

Quinta-feira, 23 de Abril de 2009
Uma enorme, parva felicidade !

A minha casa foi classificada pelos bombeiros como em "Area Vermelha" , isto quer dizer que não vou conseguir lá voltar em breve, e nem sei se um dia me deixarão lá voltar, as casas da area vermelha são as que ficam nas areas mais atingidas pelos abalos, a minha ficou de pé mas muitas da mesma rua cairam e se calhar vão decidir destruir inteiramente o bairro ou então podiam parar de lá fornecer serviços. Agora falta luz, agua e aquecimento e não se pode lá viver, é proibido.  Não sei, por enquanto, se vou voltar a ter a propriedade da minha casinha. Também ando a procura de outro emprego. Estou sem casa e sem emprego, a viver numa tenda com os outros evangelicos. Não nos falta nada, temos comida e tudo e as outras igrejas evangelicas das outras cidades italianas ajudam-nos muito materialmente e moralmente. O meu futuro é muito incerto, não sei se terei a possibilidade de ficar aqui ou se terei que mudar para Portugal. A minha Portuguesa preferida quer que eu mude para lá. Ainda não sei o que vou fazer. Estou sem nada e parece-me ter tudo.

 Nunca na vida fui tão feliz como nestes últimos dias, experimento uma sensação de liberdade imensa, tenho a possibilidade de construir um futuro novo, melhor, completamente diferente.

A vida em L'Aquila é muito intensa, cheia, as pessoas mudaram, é maravilhoso viver aqui agora, há imensa coisa para fazer, e todos trabalham de boa vontade para a renascença da nossa querida cidade.

O custo foi imenso, 295 vidas, mas fico admirado com a mudança dos corações. Eu tenho imensos problemas praticos mas nenhum problema espiritual, moral ou psicologico, alias nunca estive tão bem na vida, sinto-me leve, livre, feliz e abençoado por Deus, estas dias aqui na terrinha são uma escola de vida onde ando aprendendo muito, pelos desafios a enfrentar e pelas pessoas, não há tempo para preguiça, egoismos, infelicidade ou depressão. Ninguém vai acreditar, mas aqui , apesar das dificuldades enormes, somos unidos, juntos contra tudo, unidos num destino comum e felizes. Cada dia damos mais passos para a frente, as coisas mudam, há no ar aquele gosto da vida, uma vida de pioneiros, é fantastico !

Agradeço nosso Senhor por tudo.

"Para a frente, alma minha, com força" (Juizes, 5: 21)

 

Nestes instantes estão a dar nomes às ruazinha que se criaram no campo: esta da Igreja Evangelica vai ser provavelmente "Via Abruzzo".

L'Aquila é hoje um conjunto de campos de tendas, mais de 90% das pessoas vivem acampadas ou foram-se embora.

Mas aos meus olhos hoje L'Aquila é ainda mais bela do que ontem.

 

IMMOTA MANET PHS


Assuntos: ,

publicado por Il Conte às 18:48
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito

arquivos

Outubro 2010

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

recentes

Countdown

Dia insonso

Uma vida muito real.

Back to work

Sem palavras.

Mais uma amiguinha.

A procura dum emprego

Um homem novo, uma vida n...

Pessoas.

Uma enorme, parva felicid...

Assuntos

a.o.i.

aborrecimento

acordo ortográfico

aktion t4

amizade

amor

anjo mudo

appena prima di partire

arquitectura fascista

asmara

beppino englaro

berlusconi

blackberry

blog

brasil

brasileiros

cacao meravigliao

camões

caprichos

carro

carros

cersaie

cesare battisti

chatice

codigo ladrões romenos

criminalidade

criminosos romenos

crise

democracia

desejo

dinheiro

direito à vida

duce

eluana

eluana englaro

emprego

emprego portuguesinho

eritreia

europa

europa de lepanto

eutanasia

ezra pound

fascismo

federico moccia

felicidade

ferias

flaminio maphia

forças armadas

fragmentos discurso amoroso

futebol

gratidão

hammarberg acorda!

hitler

ho voglia di te

homem estupido

humor

ilusões

imigração sem travões

italia

italia aos italianos

l'aquila

lula

luta à anarquia

luta à criminalidade estrangeira

maluquice

mara carfagna

mulher

mulheres

musica

musica italiana

nautica

officina del tempo

papagaios

perigo imigração

perigo imigrados

perigo romenos

ple

portugal

português língua estrangeira

problema criminalidade

problema romenos

problemas imigrados

racismo

relógios

relogios

rolex

romenos

saudade

saudades

segurança

sonhos

stronza

terrinha

tiziano ferro

trabalho

vida

violencia

violencia contra as mulheres

zero assoluto

todas as tags

links
feeds
pesquisar