Um espaço italianinho e maluco

Sábado, 1 de Novembro de 2008
Uma Parker Jotter preta

Estava a lembrar um dia de há uns meses, eu estava na companhia duma pessoa muito diferente de mim (mas muito diferente mesmo !) e ouvindo-a falar achava interesse àquela perspectiva que essa pessoa tinha, e tentava ver as coisas segundo o olhar dela. Estar com pessoas que são muito diferentes pode ser uma ocasião para aprendermos algo, não é preciso embirrar sempre quando as ideias divergem, alias a diferença é uma grande riqueza e tudo o progresso sempre veio das diferenças, que desde a conformidade raramente sai fora algo de inovador. E assim olhava eu para essa pessoa com aquela simpatia que temos para tudo o que é mesmo o contrario de nos, e assim eu, fascista declarado, ultra conservador e mesmo reaccionário, estava na companhia duma pessoa de ideias politicas muito diferentes das minhas, mas não tinha vontade de bater nela nem de obriga-la a beber um bocado de óleo de rícino, como antigamente, e sim ouvia o que essa pessoa contava pois entre coisas que eu não percebia, havia outras que eram de facto verdades e sobre as quais nem tinha nada a dizer. Mas o que afinal ficou gravado num cantinho da alma, foi este detalhe aparentemente insignificante: a caneta !

Aquela pessoa, para tomar apontamentos durante os telefonemas de trabalho, utilizava uma caneta Parker Jotter preta, como a que aparece na fotinha, é uma caneta bastante comum, ok, mas por acaso nesse dia também tinha aquela caneta, igualzinha, comigo, e alias ainda tenho, e assim fiquei sorrindo a pensar que se calhar essa caneta era a única coisa que tínhamos em comum ! Eu até lhe perguntei se era a minha, quando vi essa caneta nas mãos dessa pessoa, mas não, era mesmo a sua. Do que mais gostei, de tanta conversa, foi de toda a parte que estava relacionada à África, e particularmente à Angola, por onde essa pessoa passou. Então hoje, acho que vou colocar como musiquinha do blog "Um homem novo" . Ah ! Ah! Ah!

Quem diria!

Um fascista como eu a colocar Um homem novo como musica no próprio blog,  não acredito que estou a fazer isto!!!

Aqui com esta maluquice vou perder as visitas de uns camaradas que nunca mais vão voltar a abrir as paginas do meu blog!

 

Colonialismo não passará, imperialismo não passará, veio da mata um homem novo do MPLA...

 

(Veio? Olha, dá cá a metralhadorzinha e vais ver como o gajo volta depressinha na mata por onde saiu!)

 

Eu a colocar esta musica no blog...nossa...não consigo mesmo acreditar...devo estar baixo o efeito de algo alucinogeno, colocaram-me droga no café em vez que açucar...isto aqui é alucinação...

 

Angola deve ser um pais mesmo lindo, gostava mesmo de visitar Luanda, ainda hei de lá ir um dia, mas continuo acreditando que em tempos coloniais ainda devia ser mais linda, os Portugueses sabem tratar das suas cidades melhor do que os Africanos, isto não tem nada a ver com racismo, é uma questão de culturas diferentes...


:

publicado por Il Conte às 09:45
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito

arquivos

Outubro 2010

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

recentes

Uma Parker Jotter preta

Assuntos

a.o.i.

aborrecimento

acordo ortográfico

aktion t4

amizade

amor

anjo mudo

appena prima di partire

arquitectura fascista

asmara

beppino englaro

berlusconi

blackberry

blog

brasil

brasileiros

cacao meravigliao

camões

caprichos

carro

carros

cersaie

cesare battisti

chatice

codigo ladrões romenos

criminalidade

criminosos romenos

crise

democracia

desejo

dinheiro

direito à vida

duce

eluana

eluana englaro

emprego

emprego portuguesinho

eritreia

europa

europa de lepanto

eutanasia

ezra pound

fascismo

federico moccia

felicidade

ferias

flaminio maphia

forças armadas

fragmentos discurso amoroso

futebol

gratidão

hammarberg acorda!

hitler

ho voglia di te

homem estupido

humor

ilusões

imigração sem travões

italia

italia aos italianos

l'aquila

lula

luta à anarquia

luta à criminalidade estrangeira

maluquice

mara carfagna

mulher

mulheres

musica

musica italiana

nautica

officina del tempo

papagaios

perigo imigração

perigo imigrados

perigo romenos

ple

portugal

português língua estrangeira

problema criminalidade

problema romenos

problemas imigrados

racismo

relógios

relogios

rolex

romenos

saudade

saudades

segurança

sonhos

stronza

terrinha

tiziano ferro

trabalho

vida

violencia

violencia contra as mulheres

zero assoluto

todas as tags

links
feeds
pesquisar