Um espaço italianinho e maluco

Segunda-feira, 12 de Janeiro de 2009
As sete coisinhas que queres ter sempre contigo.

Já li posts acerca das sete coisas que não tem preço, e acerca das sete coisas que se detestam, há varias lsitinhas no Sapo, listinhas de coisas ou pessoas que adoramos ou detestamos. Como eu sou curioso, gostava de saber quais são os sete objetos que trazes sempre contigo, e que gostas de tocar, de ter nas tuas mãos, pequenos "fetiches" que representam a tua identidade, a tua maneira de estar no mundo, aquelas coisinhas que queres ter sempre por perto e que se perdesses seria uma pequena tragedia. O Obama, por exemplo, não podia viver sem o Blackberry dele (tenho este fetiche em comum com ele!) e como a CIA já falou que por motivos de segurança seria melhor ele não utilizar um Blackberry, ele respondeu que terão que tirar-lho das suas mãos à força! De facto é muito dificil deixar o Blackberry, eu também já não seria capaz de ficar sem ele. Mas quero deixar a minha listinha dos objectos que quero sempre "sentir" nas minhas mãos, todos os dias.

 

1) O meu relogio Rolex. É um Datejust de 1969, cinto em aço tipo jubilée e fundo em azul escuro.  Esse  modelo continua produzido pela Rolex ainda hoje. O meu está em condições impecaveis e parece recem saido da fabrica, mas ja tem 40 aninhos!!! Dá-me sossego saber que esse relogio marca o meu tempo, naturalmente é automatico, como todo o verdadeiro relogio, carrega-se através do movimento do braço, nada de pilhas chinesas, o ponteiro dos segundos não gira aos saltinhos, como os relogios que tem baterias e sim duma maneira continua e armonica, maravilha da mecanica suiça.

2) A minha carteira Lupel. É uma carteira em pele genuina preta que comprei no Minho em Agosto. Os Portugueses sabem fabricar productos de pele de alta qualidade. A minha carteira custou 28 euros e vale todos, comprei outra, um bocadinho mais cara, para o meu Pai, que ficou muito satisfeito pelo presente. Gosto de sentir aquela boa pele nas minhas mãos, quando pego na carteira. Com uma carteira tão linda uma pessoa quase que fica com vontade de fazer muitos pagamentos!!!

3) O meu Blackberry. Já fico dependente por ele, como uma droga, já não queria ficar sem ele. Ele vai sempre comigo e assim posso ter sempre acesso à internet. Logo que um email chega o Blackberry avisa, como se fosse uma sms, a vantagem do Blackberry é que escrever e receber email é tão pratico como escrever e receber sms. E depois da-me acesso aos Google Maps, à Lista Telefonica, aos horarios dos voos e dos comboios, é mesmo muito útil.

4) O Chaveiro com as chaves da minha casa em L'Aquila. É um chaveiro de pele preta, desses com as argolas pelas chaves que depois ficam fechadas entre a pele. Gosto de sentir esse chaveiro no bolso, gosto de saber que tenho uma casinha em L'Aquila, que é minha.

5) O meu caderno de capa preta em pele no qual escrevo os meus projectos, sonhos, objectivos. Quero "adoptar" o lema que foi do Salazar: "Sei muito bem o que quero e para onde vou". Há pessoas que nem sabem o que querem ou para onde vão, mas eu sei perfeitamente, nos minimos detalhes.

6) A minha pasta em pele castanho. É muito utilizada, muito vivida, viajou muito levando documento de trabalho para todo o lado, apanho chuva, neve, vento e sol, e com o tempo, faz-se sempre mais linda, é uma pasta que tem um historia e eu gosto de olhar para ele e de ver, de sentir nela o tempo e a vida. Não gosto dessas pastas novas adora a minha. A pele, quanto mais utilizada mais faz-se bonita.

7) O meu I-pod. É o modelo mais simples, o shuffle. Gosto , enquanto tenho que esperar (no banco, nos correios, no medico) ou de viajar, de ouvir as trsmissões da RTP (radio nacional portuguesa) em podcast, isso ajuda-me a ficar actualizado sobre a vida portuguesa e também a praticar a língua, pois ouvindo a Radio aprendo muitas palavrinhas novas que desconhecia.

E contigo, leitor?

Gostava de saber também quais são os objectos que trazes sempre nos teus bolsos, na tua pasta, ou na tua bolsa (se és uma mulher).

Não sejas timido/a , preguiçoso/a e responde



publicado por Il Conte às 17:00
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito

Quinta-feira, 10 de Julho de 2008
Editar desde o meu Blackberry
Estava aqui a mexer na minha "amora" (blackberry em portugues quer dizer amora) e quis ver se podia editar o meu blogue pela amora...não acredito...mas acho que vai dar ! Agora estou sentado num restaurante entao aproveito da espera para escrever maluquices, por exemplo hei de lembrar o leitor que no mundo não ha nada mais belo do que a mulher portuguesa. A criada deste restaurante é aquela malcriada !!! Se nao gostar de servir à mesa que mude de emprego,não posso com pessoas que trabalham com caras de enterro... Hoje estou com pouca paciencia, deve ser o calor. Com tanto calor esta coca cola gelada é uma delicia.


publicado por Il Conte às 12:33
link do post | comentar | favorito

arquivos

Outubro 2010

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

recentes

As sete coisinhas que que...

Editar desde o meu Blackb...

Assuntos

a.o.i.

aborrecimento

acordo ortográfico

aktion t4

amizade

amor

anjo mudo

appena prima di partire

arquitectura fascista

asmara

beppino englaro

berlusconi

blackberry

blog

brasil

brasileiros

cacao meravigliao

camões

caprichos

carro

carros

cersaie

cesare battisti

chatice

codigo ladrões romenos

criminalidade

criminosos romenos

crise

democracia

desejo

dinheiro

direito à vida

duce

eluana

eluana englaro

emprego

emprego portuguesinho

eritreia

europa

europa de lepanto

eutanasia

ezra pound

fascismo

federico moccia

felicidade

ferias

flaminio maphia

forças armadas

fragmentos discurso amoroso

futebol

gratidão

hammarberg acorda!

hitler

ho voglia di te

homem estupido

humor

ilusões

imigração sem travões

italia

italia aos italianos

l'aquila

lula

luta à anarquia

luta à criminalidade estrangeira

maluquice

mara carfagna

mulher

mulheres

musica

musica italiana

nautica

officina del tempo

papagaios

perigo imigração

perigo imigrados

perigo romenos

ple

portugal

português língua estrangeira

problema criminalidade

problema romenos

problemas imigrados

racismo

relógios

relogios

rolex

romenos

saudade

saudades

segurança

sonhos

stronza

terrinha

tiziano ferro

trabalho

vida

violencia

violencia contra as mulheres

zero assoluto

todas as tags

links
feeds
pesquisar