Um espaço italianinho e maluco

Quinta-feira, 10 de Julho de 2008
A pouca vergonha dos comunistas italianos.

 

   

 

Na última manifestação organizada pelos comunistas esses idiotas exageraram mesmo, chegando a níveis de mau gosto inaceitavéis. Criticar o Berlusconi é algo possivilíssimo, a Itália é uma democracia, não é nenhuma republica de bananas, temos liberdade de dizermos e escrevermos o que queremos, agora, atacar o Santo Padre de maneira tão ordinaria...realmente...

É algo que não faz sentido, primeiro o Santo Padre merece respeito, por Catolicos e não, assim como merecem igual respeito o Dalai Lama ou outras figuras religiosas, respeito por Catolicos e ateus, acho, o facto de se ser um ateu comunista não pode ser motivo para ofender o Santo Padre que é amado e respeitado por milhões de pessoas no mundo.

A comunista Sabrina Guzzanti, que se ocupa de satira politica de mau gosto e que provavelmente fazia melhor em deixar-se de drogas, na última manifestação publica anti-Berlusconi chegou a dizer publicamente , até na televisão que o Santo Padre vai mas é para o Inferno "onde muitos maricas e muitos veados muito activos já estão a espera dele".

Francamente...

Estes comunistas não têm a medida do ridiculo, o pais inteiro já lhe virou as costas, encheram a Italia de criminosos estrangeiros, tiveram a maior derrota politica dos últimos 60 anos e em vez de pararem um bocado, em vez de tentarem perceber onde ficaram enganados, em vez de fazerem uma reflexão politica, lá continuam eles cada dia mais ordinarios e mais estupidos.

Outra estupidez que andam dizendo publicamente é que a Mara Carfagna chegou a ser Ministra porque oferece sexo oral ao Berlusconi.

Esta gente não tem nenhuma vergonha, é claro que a Ministra, que é licenciada em Direito, sabe defender-se também a nível legal contra estas ofensas, mas é uma historia triste, porque é que estes comunistas não fazem estudos politicos preparando-se para as proximas elecções? Porque só sabem atirar merda contra os aversarios politicos? São tão ordinarios e estupidos...

Nos bons tempos da boa alma do Mussolini não havia em Itália o problema de comunistas a espalharem merda para o pais, pois havia dois remedios politicos que faziam milagres: o primeiro era o Santo Pau, se alguém portava-se mesmo mal batiam-lhe um bocado com o pau e depois o gajo acalmava-se e ficava logo mais tranquilo.

O segundo remedio era o Santo oléo de rícino, se o tipo não queria mesmo perceber, se continuava mesmo a fazer o idiota, então obrigavam-no a beber muito oléo de rícino, o rícino faz fazer muita cocó, depois o gajo ficava bem limpinho, depois de tanta cocó e assim sentia-se ,mais leve, ficava mais tranquilo.

Acho que seriam os tempos para voltarmos a ver no meu pais o Santo Pau e o Santo Oléo de rícino.

 

 

 

 

 

Antes da cura o tipo anda por ai com ideias malucas de comunismo, durante a cura bebe o oléozinho de rícino que faz muito bem à saude, faz muita cocó, fica bem limpinho, e op-lá, temos mais um patriota !

Um remedio mesmo milagroso!


:

publicado por Il Conte às 20:10
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Sábado, 28 de Junho de 2008
Infelizmente vão mudar de ideia...

Hoje estava eu de passeio no centro da cidade onde vivo, Parma , uma cidade linda e abastada no norte da Itália, mulheres muito elegantes, dinheiro, boa comida (em Parma há a fabrica da BARILLA, o maior produtor de massa italiana , faz-se o Presunto de Parma, melhor presunto italiano e o queijo "Parmigiano" - parmezan ), mas enquanto andava por ai passeando ouvia em podcast pelo I-pod umas transmissões duma radio portuguesa da semana passada, costumo ouvir as transmissões radiofónicas portuguesas quer porque isso ajuda a aprender melhor a Língua, quer porque gosto de saber o que acontece em Portugal e nos outros países lusófonos. Na transmissão que ouvi hoje falaram do problema imigração e estavam todos muito escandalizados com as politicas de outros países europeus que estão a lutarem duramente contra os imigrados. Também falaram do meu país, que foi pintado como uma espécie de Terceiro Reich com o Berlusconi que seria algo parecido com Hitler e os Italianos um povo de assassinos sem civilização que queria queimar os ciganos. Eu fiquei magoado em ouvir que o meu pais tem essa imagem no estrangeiro, mas fico 100% ao lado do meu governo na guerra contra os imigrados ilegais. Mas ao ouvir esses discursos pelos Portugueses não fiquei zangado com eles, pelos ataques ao meu pais e pelas acusações de racismo e de xenofobia, de fascismo etc. e sim fiquei muito preocupado por Portugal e pelos Portugueses. O que acontece e que os Portugueses falam agora, em 2008, como falávamos nos os Italianos em 2004 ou 2005, é que em Portugal há uns 10.000 romenos, a situação é bastante tranquila, ninguém preocupa-se demasiado com os imigrados, e então, os outros, seriam racistas e fascistas porque querem introduzir mais controlos, repatriamentos, medidas muito duras para enfrentar a invasão. Agora quero desejar uma coisa, aos Portugueses e a Portugal, e desejo-a de coração, queria desejar aos Portugueses que possam continuarem a atacarem e a criticarem o Governo Italiano durante muitos anos, chamando-nos de fascistas e xenófobas, eu não me importo, que continuem achando que somos todos uns assassinos cruéis que querem queimar mulheres e crianças, eu não me importo, desejo que fique tudo assim, em Portugal, durante muitos anos, e se os Portugueses acharem que o Berlusconi é uma espécie de Hitler, paciência.

Isto é o que eu desejo a Portugal e aos Portugueses, desejo isto porque quero bem aos Portugueses e à sua terra. Mas infelizmente receio que não vai ser assim...infelizmente receio que vão mudar de ideia...cedo , expulsos por países como Itália ou Inglaterra, muitos imigrados vão escolher Portugal como destino. Hoje na Itália temos 650.000 romenos, dos quais 300.000 chegaram no ano de 2007, ainda que agora a imigração desde romenia está a baixar imenso porque os romenos são odiados aqui, em Portugal devem ser uns 10.000....ok....mas infelizmente vão chegar, como uma vaga vão chegar.

E então aos poucos raparigas assaltadas na rua...crianças raptadas, assaltos a vivendas, etc. etc. etc. e  todos esses jornalistas, que agora acham que eles seriam democráticos e civilizados enquanto os Italianos uns fascistas violentos, é capaz que vão mudar de ideia.

E se continuarmos assim, em menos de 5 anos, os Portugueses vão pedir ao Governo Português o que os Italianos já pedem ao Governo Italiano agora. O governo precedente, comunista, não quis ouvir o que pediam as famílias italianas, isto é. segurança para pessoas idosas, para raparigas, mulheres e crianças, e continuaram tranquilos a ocuparem-se de filosofia pensando em maneiras sempre mais democráticas e civilizadas de organizarem o acolhimento dos imigrados. Mas o crime descolou, o terror começou a percorrer o pais e os Italianos nas últimas eleições deram um sinal claro do que pensavam, os comunistas e as suas politicas de acolhimento tiveram a maior derrota dos últimos 60 anos. Para casa! Todos!

Temos 60.000.000 de pessoas na Itália e temos entre eles 9.000.000 de pobres nacionais.

Não precisamos de importar mais pobreza de todos os continentes.

Nos não podemos e não queremos salvar o mundo.

Queríamos cuidar mais da nossa gente, dos nossos velhos.

Antes de pensarem em dar acolhimento a alguém que queria imigrar de outro continente, vejam-lá se por acaso o  vizinho de casa não esta a precisar de ajuda.

Europa aos Europeus.

Menos Europa de Shengen, mais Europa de Levanto.

É pena que seja assim...

Pela radio portuguesa ouvi dizer que a "esmagadora maioria dos imigrados portam-se bem", mas deve haver gato aqui, porque as estadísticas dos crimes e dos presos nas cadeias dão dados diferentes. Eu sei que francamente não se pode falar de "esmagadora" maioria de pessoas que se portariam bem, entre os imigrados. "Esmagadora" essa tal maioria não me parece ser nada, e já nem sei se podemos falar de "maioria" . Com certeza podemos quando falamos de imigrados argentinos, brasileiros, indianos, paquistaneses ou da África sob saariana, agora, no que respeita romenos, búlgaros e islâmicos francamente isso que a maioria deles respeitariam as leis sem cometerem crimes e integrando-se nos países de acolhimento a mim parece-me uma enorme ilusão.

Não vamos ser nos os Italianos a conseguir tirar as ilusões aos políticos de espanha e de Portugal, cada pais tem que seguir no seu caminho sem interferências alheias, mas como eu por mim tenho um carinho para Portugal não me sinto nada tranquilo a ouvir esses discursos pelas rádios portuguesas. Hoje é o momento para pensar em quantos imigrados podem ser acolhidos num pais pequenino como Portugal, daqui a 5 anos, com 1.000.000 de estrangeiros a verterem-se nesse pequeno pais ...depois podia ser tarde.

Lembram-se dos "retornados" ?

Que chegaram em quantidade em poucos meses?

Eram Portugueses....eram cidadãos...tinham todo o direito de voltar na sua pátria, e mesmo assim os problemas para integra-los foram muitos e difíceis de resolver, e todos falavam português e tinham um mentalidade bem portuguesinha. Agora pensem em 1.000.000 de pessoas que não têm praticamente nada a ver convosco...

Continuem criticando a dureza de outros governos europeus, é a politica e está no vosso direito, como Portugueses, de terem ideias diferentes...mas não pensem que vão ficar tranquilos ainda por muitos anos...

A grande vaga dos invasores já corre rápida como um maremoto rumo a Portugal...


:

publicado por Il Conte às 18:35
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

arquivos

Outubro 2010

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

recentes

A pouca vergonha dos comu...

Infelizmente vão mudar de...

Assuntos

a.o.i.

aborrecimento

acordo ortográfico

aktion t4

amizade

amor

anjo mudo

appena prima di partire

arquitectura fascista

asmara

beppino englaro

berlusconi

blackberry

blog

brasil

brasileiros

cacao meravigliao

camões

caprichos

carro

carros

cersaie

cesare battisti

chatice

codigo ladrões romenos

criminalidade

criminosos romenos

crise

democracia

desejo

dinheiro

direito à vida

duce

eluana

eluana englaro

emprego

emprego portuguesinho

eritreia

europa

europa de lepanto

eutanasia

ezra pound

fascismo

federico moccia

felicidade

ferias

flaminio maphia

forças armadas

fragmentos discurso amoroso

futebol

gratidão

hammarberg acorda!

hitler

ho voglia di te

homem estupido

humor

ilusões

imigração sem travões

italia

italia aos italianos

l'aquila

lula

luta à anarquia

luta à criminalidade estrangeira

maluquice

mara carfagna

mulher

mulheres

musica

musica italiana

nautica

officina del tempo

papagaios

perigo imigração

perigo imigrados

perigo romenos

ple

portugal

português língua estrangeira

problema criminalidade

problema romenos

problemas imigrados

racismo

relógios

relogios

rolex

romenos

saudade

saudades

segurança

sonhos

stronza

terrinha

tiziano ferro

trabalho

vida

violencia

violencia contra as mulheres

zero assoluto

todas as tags

links
feeds
pesquisar