Um espaço italianinho e maluco
Sábado, 25 de Outubro de 2008
Tiques do cão

"Zecche" (pronuncia-se em português "zekke") são os tiques do cão. Em italiano é assim que os policias chamam aos subversivos anárquicos e comunistas. No vídeo um documento que eu acho interessante: a gravação duma conversa entre dois policias italianos (uma mulher e um homem) que nos abrem uma janela sobre o trabalho das forças policias para manter o direito e a lei e para proteger os cidadãos. É muito fácil ouvir as vozes dos anárquicos e dos comunistas, é gente que fala, escreve, as utopias deles já são muito conhecidas, acabar com a fome no mundo, acabar com a propriedade particular, etc. mas afinal tudo isso, como se sabe, não passa de pura utopia sem sentido, e para defender essa utopia os subversivos não pensam duas vezes em queimar carros e lojas, atirar pedras, serem violentos. Mas quais são os pensamentos dos nossos anjos da guarda? O que pensam os policias que defendem-nos contra esses tais "tiques do cão" ? No vídeo ouvem-se a mulher e o homem a trabalharem na policia italiana falando do seu dia a dia durante o G8 de Génova em 2001, longas horas, até 14 ou mais por dia, de serviço sem descanso na rua a conter a subversão, os medos das pedras, o medo de encontrarem os seus carros partidos pelo subversivos, mas também a vontade de fazerem seu dever difícil para defender a ordem, e até a vontade de brincar, ainda que a mulher seja muito cínica: ela diz que como mataram um subversivo agora estão no 1-0 para eles. Essa se calhar foi uma tirada pouco feliz, essa do 1-0, porque a vida humana merece sempre respeito, por outro lado eu não fico escandalizado por esse subversivo morto, porque foi só graças à policia italiana que só morreu um subversivo, muitos acabaram no hospital, é verdade, mas mortos ´so mesmo um, e isso com toda essa guerra que houve na cidade de Génova foi sem dúvida um trabalho exemplar feito pela nossa policia. Sem dúvida na Itália temos forças de policias que ficam entre as melhores do mundo e os próprio cowboys dos Estados Unidos que vemos nos telefilmes americanos teriam muito que aprenderem na Itália.

 


: protegido

publicado por Il Conte às 08:16
link do post | comentar | favorito

arquivos

Outubro 2010

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

recentes

Terrinha

Countdown

Dia insonso

Às veses eles voltam....

Onore e Gloria

Dois novos amigos

Português levanta o cú do...

Salvar Portugal

Boa vida

Uma vida muito real.

Assuntos

a.o.i.

aborrecimento

acordo ortográfico

aktion t4

amizade

amor

anjo mudo

appena prima di partire

arquitectura fascista

asmara

beppino englaro

berlusconi

blackberry

blog

brasil

brasileiros

cacao meravigliao

camões

caprichos

carro

carros

cersaie

cesare battisti

chatice

codigo ladrões romenos

criminalidade

criminosos romenos

crise

democracia

desejo

dinheiro

direito à vida

duce

eluana

eluana englaro

emprego

emprego portuguesinho

eritreia

europa

europa de lepanto

eutanasia

ezra pound

fascismo

federico moccia

felicidade

ferias

flaminio maphia

forças armadas

fragmentos discurso amoroso

futebol

gratidão

hammarberg acorda!

hitler

ho voglia di te

homem estupido

humor

ilusões

imigração sem travões

italia

italia aos italianos

l'aquila

lula

luta à anarquia

luta à criminalidade estrangeira

maluquice

mara carfagna

mulher

mulheres

musica

musica italiana

nautica

officina del tempo

papagaios

perigo imigração

perigo imigrados

perigo romenos

ple

portugal

português língua estrangeira

problema criminalidade

problema romenos

problemas imigrados

racismo

relógios

relogios

rolex

romenos

saudade

saudades

segurança

sonhos

stronza

terrinha

tiziano ferro

trabalho

vida

violencia

violencia contra as mulheres

zero assoluto

todas as tags

links
feeds
pesquisar