Um espaço italianinho e maluco
Sexta-feira, 25 de Julho de 2008
Acabou bem, a Fatima voltou nos braços da mãe italiana.

És Portuguesa? És Brasileira? Queres casar com um homem árabe? Pensa bem no que fazes.

 

Roma, 25 de Julho (hoje), conferencia de empresa da mãe da Fátima para agradecer o trabalho da policia italiana de Trento que conseguiu encontrar a filha, raptada há quatro anos pelo marido marroquino.

A Fátima voltou finalmente a abraçar a mãe italiana. A pequena tem nove anos e nasceu em Palermo ,Itália, filha de uma mãe italiana e de um pai marroquino. Tendo mãe italiana tem nacionalidade italiana. Há quatro anos o marroquino, que hoje tem 41 anos, raptou a pequena e desapareceu. A mãe italiana foi logo para a policia queixar-se que a filha tinha sido raptada pelo marido. O desgraçado enviou a pequenina para Marrocos para estudar Árabe, raios o partam, desgraçado, a pequenina ficou um ano e meio com a avó  estudar árabe, que chatice, que grande seca, sem a mãe, coitadinha. Finalmente a policia italiana de Trento conseguiu encontrar o homem, que tinha escapado para Bélgica, e o idiota foi apanhado, com a colaboração da policia belga. Agora, depois de quatro anos, A Fátima, que tem hoje nove anos, pode voltar a estar com a sua mãe enquanto o animal do marroquino foi levado para a prisão.

Se quiseres casar com um árabe, e tu és cristã, pensa bem no que fazes, porque não vai ser nada fácil.

Já tinha dito ontem, mas quero voltar a dizer hoje também:

Apanhem os camelos e voltem para casa, Árabes, a Europa não precisa de vocês...

 

 

 

 

Parma, a cidade onde vivo está cheia de imigrados, é uma cidade muito rica, portanto atrae muita imigração. Deixando estar os imigrados dos paises de leste, que são perigosos e sempre metidos nos piores crimes, vejamos uma grande diferença entre os imigrados de Senegal, Ghana, e outros paises da africa central, comparados com os imigrados árabes de norte de Africa: enquanto os imigrados de Senegal ou de Ghana FALAM SEMPRE EM ITALIANO AOS SEUS FILHOS NASCIDOS NA ITALIA , os arabes frequentemente falam com os filhos em arabe. O resultado é que os filhos dos imigrados de Senegal ou Ghana, apesar de não receberem a nacionalidade italiana, ao menos vão integrar-se na sociedade italiana, da qual vão partilhar os valores ocidentais e cristãos, os árabes vivem afastados no seu mundo sem conseguirem integrar-se na sociedade italiana.

Bem, acho que podiam muito bem voltar para as suas terrinhas desertas, que aqui não iriam fazer nenhum tipo de falta, garantido.


:

publicado por Il Conte às 18:58
link do post | favorito

Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

arquivos

Outubro 2010

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

recentes

Terrinha

Countdown

Dia insonso

Às veses eles voltam....

Onore e Gloria

Dois novos amigos

Português levanta o cú do...

Salvar Portugal

Boa vida

Uma vida muito real.

Assuntos

a.o.i.

aborrecimento

acordo ortográfico

aktion t4

amizade

amor

anjo mudo

appena prima di partire

arquitectura fascista

asmara

beppino englaro

berlusconi

blackberry

blog

brasil

brasileiros

cacao meravigliao

camões

caprichos

carro

carros

cersaie

cesare battisti

chatice

codigo ladrões romenos

criminalidade

criminosos romenos

crise

democracia

desejo

dinheiro

direito à vida

duce

eluana

eluana englaro

emprego

emprego portuguesinho

eritreia

europa

europa de lepanto

eutanasia

ezra pound

fascismo

federico moccia

felicidade

ferias

flaminio maphia

forças armadas

fragmentos discurso amoroso

futebol

gratidão

hammarberg acorda!

hitler

ho voglia di te

homem estupido

humor

ilusões

imigração sem travões

italia

italia aos italianos

l'aquila

lula

luta à anarquia

luta à criminalidade estrangeira

maluquice

mara carfagna

mulher

mulheres

musica

musica italiana

nautica

officina del tempo

papagaios

perigo imigração

perigo imigrados

perigo romenos

ple

portugal

português língua estrangeira

problema criminalidade

problema romenos

problemas imigrados

racismo

relógios

relogios

rolex

romenos

saudade

saudades

segurança

sonhos

stronza

terrinha

tiziano ferro

trabalho

vida

violencia

violencia contra as mulheres

zero assoluto

todas as tags

links
feeds
pesquisar