Um espaço italianinho e maluco
Domingo, 29 de Junho de 2008
Caballeros

No que respeita a península ibérica eu desde sempre amei Portugal e os Portugueses e desde sempre tive uma enorme indiferença com espanha e com os espanhois. Com Portugal foi um amor desse de primeiro olhar, desci de um comboio em Santa Apolónia, em 1986 e pronto, fiquei logo encantado, fui para o Castelo de São Jorge e vi que essa cidade ali aos meus pés era lindíssima e percebi logo que amava esse pais, e hoje, depois de 22 anos, amo Portugal ainda mais, estive varias vezes e amei cada vez mais. Também estive varias vezes na espanha mas nunca cheguei a ama-la. As ultimas duas vezes que fui para espanha nem foi por minha escolha, em 2002 ou 2003 , já nem me lembro, foi por motivos de trabalho, em Castellon de la Plana e a ultima vez em 2007, foi com a minha ex mulher que ao contrario de mim gostava, em Barcelona. A mim a espanha não me diz nada. Sim ,a economia espanhola vai de vento em popa, ok, esta a correr bem, mas simplesmente não gosto. Não gosto de ver becos e ruelas que tem três ou quatro séculos de historia destruidos em poucos dias para se construir avenidas modernas e prédios modernos, em Barcelona venderam a sua historia ao progresso, abaixo tudo o que é antigo e espaço para tudo o que é moderno.

Eu pessoalmente não concordo. E depois os espanhois são sempre tão interesseiros...

Em fim, dei a esse pais varias chances de me conquistar mas nunca conseguiu, alias, com o tempo gosto sempre menos. Ultimamente os espanhois começaram também a acusarem a Itália de fascismo e de racismo e esta interferência na politica do meu pais também aos meus olhos é insuportável. Leio em outros blogues de muitos que seriam fascinados com a espanha e com os espanhois e fico sempre curioso, tentando perceber (sem conseguir!) como possam gostar tanto. Mas o mundo é lindo porque é vario. E também nos os Italianos temos imensos inimigos, todos com essa historia sem sentido que nos seriamos uns fascistas racistas...não faz mal, para falar de fascismo, como muito bem dizia o Mussolini: muitos inimigos, muita honra.

Mas esta noite é a noite da espanha, podem festejar.

Eu reconheço a vitoria destes Caballeros e deixo-lhes os meus parabéns.

Não gosto de espanhois, não vou gastar o meu dinheiro comprando um seat ou passando as ferias na espanha, mas a nível desportivo hoje dou-lhes os parabéns.

Custa, mas tem que ser.

BRAVI !

ADIOS, CABALLEROS...

 


:
Assuntos: ,

publicado por Il Conte às 22:15
link do post | favorito

Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

arquivos

Outubro 2010

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

recentes

Terrinha

Countdown

Dia insonso

Às veses eles voltam....

Onore e Gloria

Dois novos amigos

Português levanta o cú do...

Salvar Portugal

Boa vida

Uma vida muito real.

Assuntos

a.o.i.

aborrecimento

acordo ortográfico

aktion t4

amizade

amor

anjo mudo

appena prima di partire

arquitectura fascista

asmara

beppino englaro

berlusconi

blackberry

blog

brasil

brasileiros

cacao meravigliao

camões

caprichos

carro

carros

cersaie

cesare battisti

chatice

codigo ladrões romenos

criminalidade

criminosos romenos

crise

democracia

desejo

dinheiro

direito à vida

duce

eluana

eluana englaro

emprego

emprego portuguesinho

eritreia

europa

europa de lepanto

eutanasia

ezra pound

fascismo

federico moccia

felicidade

ferias

flaminio maphia

forças armadas

fragmentos discurso amoroso

futebol

gratidão

hammarberg acorda!

hitler

ho voglia di te

homem estupido

humor

ilusões

imigração sem travões

italia

italia aos italianos

l'aquila

lula

luta à anarquia

luta à criminalidade estrangeira

maluquice

mara carfagna

mulher

mulheres

musica

musica italiana

nautica

officina del tempo

papagaios

perigo imigração

perigo imigrados

perigo romenos

ple

portugal

português língua estrangeira

problema criminalidade

problema romenos

problemas imigrados

racismo

relógios

relogios

rolex

romenos

saudade

saudades

segurança

sonhos

stronza

terrinha

tiziano ferro

trabalho

vida

violencia

violencia contra as mulheres

zero assoluto

todas as tags

links
feeds
pesquisar