Um espaço italianinho e maluco
Terça-feira, 27 de Maio de 2008
Dos C.P.T. aos C.I.E. (centros de identificação e expulsão)

Dois países com mentalidades diferentes no que respeita os imigrados estrangeiros:

 

espanha : 40.000.000 de pessoas no território nacional

                      4.200.000 estrangeiros, continuando a subir

 

Itália :         60.000.000 de pessoas no território nacional

                      2.200.000 estrangeiros (dos quais 650.000 romenos)

 

Enquanto na espanha, onde há um governo marxista os estrangeiros já são uma percentagem absurda das pessoas que vivem no pais e ainda por cima continuam chegando, na Itália, com um são governo de direita que se preocupa para a pátria e para os cidadãos, começou uma guerra aberta total contra os imigrados porque tencionamos baixar muito a presença dos imigrados no território nacional. Antes, durante o governo do Prodi, comunista, ainda que não tão comunista como o zapatero, existiam os C.P.T. , estruturas pagas pelos contribuintes para dar acolhimento aos imigrados, CPT = centri di permanenza (estadia) temporanea, nestes centros os imigrados podiam ficar até 60 dias, mas frequentemente fugiam de lá para começarem a roubarem e a fazerem crimes no pais a procura de dinheiro facil, e assim, droga,prostituição e roubos. Mas agora já não temos os CPT, agora o governo italiano está a instalar os C.I.E. (centri di identificazione e espulsione). Logo vão ser preparados já dez, em predios do exercito e da marinha militar. Os centros de identificação e expulsão não têm como objectivo dar acolhimento aos imigrados e sim proteger os Italianos organizando a identificação e a expulsão dos imigrados. Desses centros não será possivel afastar-se facilmente porque serão mais parecidos com cadeias do que com centros de acolhimento.

Es um aspirante imigrado ilegal?

Olha, vai imigrar para espanha, vai ter com o zapatero, esquece imigração na Itália, digo-te isso pela tua rica saude.


:

publicado por Il Conte às 20:00
link do post | favorito

Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

arquivos

Outubro 2010

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

recentes

Terrinha

Countdown

Dia insonso

Às veses eles voltam....

Onore e Gloria

Dois novos amigos

Português levanta o cú do...

Salvar Portugal

Boa vida

Uma vida muito real.

Assuntos

a.o.i.

aborrecimento

acordo ortográfico

aktion t4

amizade

amor

anjo mudo

appena prima di partire

arquitectura fascista

asmara

beppino englaro

berlusconi

blackberry

blog

brasil

brasileiros

cacao meravigliao

camões

caprichos

carro

carros

cersaie

cesare battisti

chatice

codigo ladrões romenos

criminalidade

criminosos romenos

crise

democracia

desejo

dinheiro

direito à vida

duce

eluana

eluana englaro

emprego

emprego portuguesinho

eritreia

europa

europa de lepanto

eutanasia

ezra pound

fascismo

federico moccia

felicidade

ferias

flaminio maphia

forças armadas

fragmentos discurso amoroso

futebol

gratidão

hammarberg acorda!

hitler

ho voglia di te

homem estupido

humor

ilusões

imigração sem travões

italia

italia aos italianos

l'aquila

lula

luta à anarquia

luta à criminalidade estrangeira

maluquice

mara carfagna

mulher

mulheres

musica

musica italiana

nautica

officina del tempo

papagaios

perigo imigração

perigo imigrados

perigo romenos

ple

portugal

português língua estrangeira

problema criminalidade

problema romenos

problemas imigrados

racismo

relógios

relogios

rolex

romenos

saudade

saudades

segurança

sonhos

stronza

terrinha

tiziano ferro

trabalho

vida

violencia

violencia contra as mulheres

zero assoluto

todas as tags

links
feeds
pesquisar