Um espaço italianinho e maluco

Sexta-feira, 6 de Fevereiro de 2009
Governo italiano tentando desesperadamente salvar a vida da Eluana.

O Cantor Enzo Jannacci, que quando não canta é medico e que ainda por cima é ateu, tomou posição também a defender a vida da Eluana:

 

"Ninguém pode entrar no misterioso sono dela para nos dizer o que esse sono seja na verdade, por isso não é justo medir o tempo do coma com os nossos relogios. Sempre vale a pena ficarmos a espera, pois as celulas, se e quando for o momento certo, vão morrer por si, e depois mnelhor não esquecermos que a medicina pode fazer progressos e faz. A vida não é digna somente quando é interessante a atractiva, a existencia é um espaço que nos foi doado e que nós temos que encher de significado, sempre."

 

Gostei muito das palavras do medico-cantor, ele é ateu, mas mesmo assim tem um grande respeito para a vida humana, e com toda a razão.

A 13 de Junho de 1975, no dia do Santo Antonio, num acidente eu fiquei em coma varios dias, entre a vida e a morte, os medico disseram aos meus pais que realmente não sabiam, que realmente não se podia fazer nada, simplemsente ficar a espera. O meu coma durou somente poucos dias, mas depois acordei, e cá estou eu, e amo a vida, o mundo, os outros e Deus e estou feliz por ser vivo, estou feliz pela vida que vivi antes e depois esse 13 de Junho de 1975, amo a vida.

Não consigo aceitar esta barbaridade de matarem a Eluana só por ela estar em coma. Ela não tem nenhum tipo de dor! Não está aflita pelos dores! Não é uma doente em fase terminal, cheia de dores, não prfecisa de remedios, simplesmente dorme, está metida num sono sem fim, mas podia muito bem acordar amanha, para a semana ou para o ano, quem sabe? Para que tanta pressa em cortar essa vida?

O meu pais anda numa situação politica de enorme crise institucional. É GRAVISSIMO tudo o que está acontecendo agora na Itália, com esta guerra aberta entre as instituições.

A Corte Suprema a autorizar o pai da Eluana a parar com a alimentação e a hidratação para ela morrer de sede, o Vaticano e o Governo Italiano a tentar todos os possiveis para salvar a vida da mulher, o Presidente da Republica, super partes, a tentar mandar parar o Governo, tudo isto é politicamente gravissimo. O Governo Italiano preparou um decreto-lei com caracter de urgencia para obrigar os medicos nazistas da clinica onde o Pai da Eluana levou-a para mata-la a continuarem com os cuidados, proibindo a interrupção da alimentação e da hidratação da doente, enquanto o Governo trabalhava para preparar o decreto-lei para salvar a Eluana chegou um pedido formal do Presidente da Republica Italiana a pedir que o governo parasse e que não fizesse o decreto, o Governo, depois de ter lido publicamente a carta da Presidencia de Republica, decidiu ir para a frente com o Decreto, mas agora o Presidente da Republica recusa-se em assina-lo e assim não tem valor. O Presidente da Republica quer ser super-partes entre puder executivo e judiciario e portanto tenta parar o governo. Agora ao Governo só fica a opção normal, isto é, fazer a lei normalmente no parlamento, e provavelmente vão fazer, mas isso demora, isto é, provavelmente no futuro não será possivél matar as pessoas que se encontram em coma, o Governo vai fazer uma lei para a proteção do direito à vida, mas isto é para o futuro, agora, no caso da Eluana, o Governo provavelmente não vai estara tempo, é uma questão de poucas horas, vão matar a Eluana antes que o Governo consiga salva-la. Hoje reduziram alimentação e hidratação e provavelmente já amanha esses medicos que parecem saido de um campo de concentração nazista vão parar de alimentar e hidratar a Eluana, depois a partir de domingo, vão provavelmente droga-la para que não tenha muitas dores.

A morte por causa da seda cusa muita dor.

Porqué?

Porque as celulas dos nossos corpos são inteligentes, e estão programadas para a vida e não para a morte. Quando a agua faltar no corpo da Eluana, todas as celulas vão reorganizar-se de maneira inteligente e com inteligencia as celulas da Eluana vão fazer todos os possiveis para sobreviverem, as celulas não estão programadas para evitar a dor, nas tintas com a dor, elas querem viver, sobreviver, ainda que custe imensa dor. A Eluana vai passar por muita dor enquanto as celulas delas vão lutar para sobreviver apesar da falta de agua. Vão lutar até ao fim, e ela só não vai experimentar dor porque vai ser drogada.

Que grande hipocrisia. Antes os nazistas, ao menos não eram hipocritas quando matavam as pessoas nos campos de concentração.

Aqui querem fazer uma enorme barbaridade e vão falando em  morte digna, em morte suave...

Hipocritas...

Falsos...

 

MAS agora chega. Eu quero pensar na Eluana. O Governo fez todos os possiveis, chegando a ficar frontalmente contra a Corte Suprema e contra a Presidencia de Republica para salvar a vida da Eluana. Provavelmente tanta couragem politica não vai ser suficiente, pois a Itália é uma democracia, não é uma Republica das Bananas, e portanto provavelmente o Governo vai perder esta batalha. Mas perde com honra. Estou muito orgulhoso do meu governo e 100% ao lado do meu governo. Agradeço todos os esforços feitos pelo Governo Italiano e pelo Vaticano. Provavelmente agora a unica esperança para a Eluana era que alguém a raptasse dai, mas há guardas privadas à volta dela, para impedir que seja levada dai por pessoas que defendem a vida.

 

Eu estou muito triste. Quero pensar na Eluana, quero que sinta o meu amor para ela.  Quero rezar para ela.

 

Agora é altura de eu ficar calado, como forma de respeito para a Eluana. 


:

publicado por Il Conte às 18:27
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Quarta-feira, 4 de Fevereiro de 2009
Eluana Englaro, primeira Italiana condenada à morte.

A Eluana Englaro tem sido levada de ambulância para a clínica La Quiete, de Udine, onde nas próximas horas vão parar de alimenta-la e hidrata-la. A Eluana não é nenhuma doente terminal, é somente uma pessoa que se encontra em coma há muitos anos. Até agora a Eluana sempre tinha sido mantida em vida, sem remédios mas com alimentação e hidratação artificial. Pode respirar , abre e fecha os olhos, não precisa de respiração artificial nem de remédios, precisa somente de agua e comida e mais nada. O Pai, depois de muitos anos de batalhas judiciarias conseguiu pela Corte Suprema Italiana a autorização de mandar parar os cuidados à filha, para que ela morra de sede e de fome. A Igreja Católica, O Governo Italiano e uma grande parte da sociedade italiana, a parte que acredita no direito à vida, têm lutado com todas as forças para impedir esta barbaridade, tudo isto é eutanásia, para o Vaticano é mesmo homicídio e pronto. Afinal a teimosia do Pai parece ganhar, através da decisão da Justiça, apesar das enormes pressões do Governo e da Igreja para impedir isso, o Pai conseguiu afinal encontrar uma clínica onde aceitassem matar a Eluana parando com os cuidados.

Trata-se do primeiro caso, na historia da Republica Italiana, em que um cidadão é condenado à morte por uma sentença dum Tribunal.

Esta é provavelmente uma das paginas mais tristes da historia do meu Pais. Realmente uma barbaridade enorme, esta do Pai da Eluana.

A vida é sagrada.

Pelos vistos está a tornar-se um mundo de bárbaros , no qual já não se percebe nem se respeita o valor da vida humana, que pertence a Deus, não deviam ser os homens a decidirem acerca da morte duma pessoa.

Eu por mim nem aceito a pena de morte para os criminosos, acho que um estado não devia matar nem um criminal, matar uma mulher só porque ela está em coma é realmente uma coisa que não faz sentido nenhum.

A Eluana está às portas da morte, vão deixa-la morrer de fome e de sede, como num campo de concentração nazi, nas próximas horas.

Peço preces para ela.

O movimento para a vida está a lutar até ao último segundo, na clinica há guardas à volta da Eluana para eles conseguirem mata-la, para impedirem que alguém tente salvar-lhe a vida.

Estou muito triste.

Peço um milagre.

Eluana, acorda desse coma, levanta-te dessa cama, vai-te embora dai...

Oxalá alguém consiga salva-la.

Sim à vida, sempre.

 


:

publicado por Il Conte às 21:33
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Quarta-feira, 17 de Dezembro de 2008
Ministerio da Saude italiano tentando salvar a vida da Eluana

A Emanuela Englaro é uma mulher italiana que se encontra em coma há 16 anos, por causa dum acidente. Não é uma doente em fase terminal, não tem nenhuma doença, não tem problema de respiração nem nada. Mas está em coma. Por isso precisa de receber, por forma artificial, comida e agua, mas nenhum remedio. A lei italiana não permite de matar uma pessoa que se encontraria nesse estado. Depois duma batalha legal de muitos anos o pai da Eluana, Beppino Englaro, obteve pela suprema corte italiana, a autorização de mandar parar a alimentação e a hidratação da filha, para assim deixa-la morrer. A igreja catolica, o governo, e a parte conservadora e tradiconal do pais, que acredita no valor da vida e no direito à vida, estão tentanto todos os possivéis para impedir esta condana a morte, a primeira e única condana a morte na historia da Republica Italiana, a Itália é um pais que não acredita na possibilidade, para o estado, de matar os cidadãos, nos aqui nem matamos os criminosos, não matamos os assassinos, imaginemos se podiamos matar uma mulher doente que nunca fez mal a ninguém. Se o pai dela está cansado de lutar e já não tem fê nem em Deus nem na pesquisa cientifica é um problema dele, a Eluana não devia morrer por ter um pai fraco que não percebe o valor da vida.

Apesar da absurda decisão da corte suprema a batalha para salvar a vida da Eluana continua. Nestes dias há uma guerra entre puderes, entre a Corte Suprema, puder judicial, que queria deixar morrer a Mulher e o Governo, puder executivo, que queria salva-la.

Agora a jovem está nos cuidados dum hospital, as freiras tomam conta dela, as freiras já disseram que querem continuar tomando conta dela e não querem nada em troca, nem dinheiro nem nada, somente a liberdade de continuar dando amor à mulher. É claro que as freiras não podem permitir que se acabe com a alimentação e a idratação no hospital delas. O pai anda então batendo a todas as portas para encontrar um hospital italiano que aceite de dar baixa à filha para depois mata-la interrompindo os cuidados, mas nenhum hospital italiano quer ser cumplice deste homicidio, não há a eutanasia na Itália. Somente um hospital privado, a clinica "Città di Udine" tinha aceitado de receber a mulher. Então o Ministerio da Saude foi obrigado a mandar que haverão graves consequencias para o Hospital ou a clinica que matar a Eluana, nos hospitais italianos os cidadãos entram para serem curados, não para serem matados. O director da clinica apareceu na TV a dizer que depois da pressão do Governo, eles já não podem receber a mulher. A pressão do Governo é facil de imaginar: como clinica privada eles têm uma convenção com o ministerio da saude, eles podem tratar doentes em forma privada e também aceitar outros doentes em regime de convenção, com a conta da clinica que seria paga pelos contribuintes, é claro que sem a convenção eles teriam menos doentes, pois o serviço de saude pararia de pagar muitas contas, eles só ficariam com os doentes privados mas não teriam a possibilidade de tratar de outros doentes recebendo o pagamento da conta pelo estado.

A ameaça do Ministerio da Saude foi eficaz. A guerra continua. O pai da Eluana vai continuar tentando encontrar uma maneira para mata-la enquanto a igreja, o governo italiano, e a maioria da sociedade civil continuarão tentando salva-la.

Mas a vida da Eluana continua em perigo, sem dúvida, por enquanto o Governo só ganhou uma batalha, mas a guerra contra esta condena à morte ainda não está ganha.

Que Deus abençoe e proteja a Eluana.


: preocupado pela vida da Eluana

publicado por Il Conte às 19:37
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Sexta-feira, 14 de Novembro de 2008
Licença de matar. Beppino Englaro vai matar a filha para a semana

Depois da decisão da Corte Suprema da Itália, de ontem, para a semana Eluana Englaro vai ser levada para um hospital na região Friuli, provavelmente em Udine. Para a semana, depois da licença alcançada com anos de batalhas legais, os Englaros vão deixar morrer a sua filha mandando parar a alimentação artificial que a tem mantido em vida nos últimos 6146 dias.

Devem achar que são Deuses, agora já têm poder de vida e de morte sobre um ser humano.

A Igreja Catolica justamente fala em Eutanasia, já que a Eluana não está doente terminal e sim está em coma, não havia motivo de mata-la.

A partir do momento em que a Eluana vai acabar recebendo alimentação artificial e idratação será preciso um periodo de agonia, que pode chegar até aos 15 dias, para ela morrer por causa da sede e da fome, vai morrer pela fome e pela sede como se estivesse numa novela do Dickens.

Nem sequer vai ter um enterro, pois a familia quer que a Igreja fique longe.

Que grande nojo!

Que mundo tão feio!

A pesquisa podia encontrar algo daqui a uns tempos, podia-se encontrar uma solução medica para a Eluana. Anda assim há 16 anos, porque desistir agora?

Ao Beppino Englaro, pai da Eluana, que quer deixa-la morrer a única coisa que queria desejar era de encontrar-se um dia no lugar da filha, com a familia dele a decidir deixar morrer a ele também. Mas não desejo, e peço somente ao Senhor de abrir-lhe os olhos, ainda está a tempo, ainda pode parar, a Eluana ainda está viva, e não é preciso que morra.

Para com isso, Englaro, deixa neste mundo a Eluana, tu não és Deus,deixa ao Senhor decidir qual a altura para ela ir para o Paraiso.

Eluana fica connosco, não te vas.


:

publicado por Il Conte às 07:58
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Quinta-feira, 13 de Novembro de 2008
Vão matar legalmente a Eluana. Barbaros...

Em 1992, Eluana Englaro, rapariga que na altura tinha 20 anos, entra em coma devido a um acidente, e a partir de então nunca mais saiu do coma. Continua no hospital, sendo alimentada artificialmente há mais de 16 anos, mas sempre em coma. A partir de 1999 a família, sobretudo o pai da jovem começou uma batalha jurídica pedindo de interromper os cuidados deixando morrer a mulher. Isto não foi possível, os tribunais sempre recusaram a autorização à interrupção das curas e apesar da vontade da família de deixar morrer a jovem ela foi mantida em vida, o caso chegou à Corte di Cassazione, a suprema corte italiana, que hoje decidiu permitir a vontade da família.Os seres humanos parecem-me não darem à vida o valor imenso que tem, às vezes acham-se pequenos Deuses e de propósito dão a morte a outros seres humanos , agora, se um criminal mata alguém, eu podia aceitar isso, sempre houve criminalidade, pode-se contrastar mas não se pode eliminar totalmente, agora, que seja o estado a dar a morte através de abortos, eutanásias ou penas de morte a mim francamente parece-me uma barbaridade medieval.
Vão deixar-te morrer, Eluana. É Pena. Se calhar um dia vão pagar por isso. Que Deus te abençoe, Eluana.

A esquerda italiana a festejar esta decisão como "escolha de liberdade", a mim parece-me um escandalo festejar uma morte. Esta é a primeira vez, na historia da Republica Italiana, é a primeira vez desde 1946 que o Estado Italiano decide matar um cidadão. A Igreja Catolica foi muito dura contra isto e com toda a razão.

 

A Eluana não se encontra em nenhum estado de doente terminal, a Eluana não vai morrer porque vão parar de lhe dar remedios , não vai morrer por uma doença, a Eluana vai morrer porque a Corte autorizou a familia a terem o direito de mandar parar a alimentação artificial da Eluana.

A Eluana vai morrer por falta de alimentação e de idratação.

A Eluana vai morrer pela fome e pela sede.

Vão matar-te, Eluana.

São uns barbaros...Não sabem o que fazem.

Adeus Eluana, boa viagem.

 

 


:

publicado por Il Conte às 18:42
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|

arquivos

Outubro 2010

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

recentes

Governo italiano tentando...

Eluana Englaro, primeira ...

Ministerio da Saude itali...

Licença de matar. Beppino...

Vão matar legalmente a El...

Assuntos

a.o.i.

aborrecimento

acordo ortográfico

aktion t4

amizade

amor

anjo mudo

appena prima di partire

arquitectura fascista

asmara

beppino englaro

berlusconi

blackberry

blog

brasil

brasileiros

cacao meravigliao

camões

caprichos

carro

carros

cersaie

cesare battisti

chatice

codigo ladrões romenos

criminalidade

criminosos romenos

crise

democracia

desejo

dinheiro

direito à vida

duce

eluana

eluana englaro

emprego

emprego portuguesinho

eritreia

europa

europa de lepanto

eutanasia

ezra pound

fascismo

federico moccia

felicidade

ferias

flaminio maphia

forças armadas

fragmentos discurso amoroso

futebol

gratidão

hammarberg acorda!

hitler

ho voglia di te

homem estupido

humor

ilusões

imigração sem travões

italia

italia aos italianos

l'aquila

lula

luta à anarquia

luta à criminalidade estrangeira

maluquice

mara carfagna

mulher

mulheres

musica

musica italiana

nautica

officina del tempo

papagaios

perigo imigração

perigo imigrados

perigo romenos

ple

portugal

português língua estrangeira

problema criminalidade

problema romenos

problemas imigrados

racismo

relógios

relogios

rolex

romenos

saudade

saudades

segurança

sonhos

stronza

terrinha

tiziano ferro

trabalho

vida

violencia

violencia contra as mulheres

zero assoluto

todas as tags

links
feeds
pesquisar