Um espaço italianinho e maluco

Sexta-feira, 20 de Fevereiro de 2009
Os invasores barbaros estragam pesantemente as economias europeias

Os imigrados ilegais que se encontravam no Centro de identificação e expulsão de Lampedusa fizeram mais uma revolta dura contra a Policia tentando fugirem do centro de expulsão para evitar serem deportados, e chegando a pegar fogo em tudo o que era sitio, nesta inutil revolta contra a politica do Governo Italiano em termos de luta à imigração clandestina. A Policia conseguiu voltar a restabelecer a ordem na pequena ilha italiana e as pontes aereas para deslocarem os barbaros continuam. Outrora esse centro era um centro de acolhimento, um CPT, (centro de estadia temporaria) e a missão do centro era a de dar acolhimento a esses desgraçados que chegam a Itália sem vintém, hoje a politica mudou, já ninguém quer pensar em acolhimento de barbaros e o centro mudou-se de CPT (centro di permanenza temporanea) para CIE (centro di identificazione e espulsione), a nova missão do centro é identificar os barbaros para depois repatria-los nas suas terrinhas com pontes aereas. Estes barbaros tentam desesperadamente impedir as repatriações. O problema é que tudo isto tem custos enormes para os contribuintes italianos e anda estragando de maneira muito pesante a economia nacional. Primeiro, os policias militares (Carabinieri) que eram só 23 na epoca do centro de acolhimento são agora mais de 500, e esses podiam ser utilizados para outras tarefas em vez que ter que ficar ali a tratar de contrastar a violencia dos barbaros. Em segundo lugar Lampedusa era uma ilha lindissima , pequenina, no mediterraneo, que vivia de turismo, mas agora com tantos barbaros a fazerem guerras já não há turistas que queiram ir para Lampedusa, para a economia da ilha italiana este problema da invasão barbarica foi um golpe mortal. Estes barbaros que chegam na Europa , quando não cometem crimes absurdos, sempre custam demasiado, pois pagam poucas taxas ou então nem pagam, mas querem escolas, assistencia, hospitais. Sem contarmos que muitos europeus já perderam os seus empregos porque estes desgraçados custam pouco e roubam lugares de trabalho. Se quisermos que a Europa sobreviva a esta invasão temos que começar já, todos juntos, a enfrentar esta invasão barbarica, com medidas cada dia mais duras, eventualmente chegando a abrir fogo militarmente contra os invasores que tentem ilegalmente imigrarem na Europa. Se não fizermos nada, se continuarmos com as utopias do acolhimento e do abrigo, daqui a poucos anos este continente maravilhoso berço da civilização ocidental e cristã será um continente pobre cheio de violencia, com milhões de chineses e arabes a mandarem em nos. Mas não estamos obrigados a mandar a Europa à merda, podemos tentar salvar o nosso continente, salvar os nossos empregos, as nossas mulheres, o futuro das nossas gerações. Se quisermos, ainda estamos a tempo para manter a Europa um continente civilizado, não estamos obrigados a entregarmos as nossas terras aos barbaros.


: preocupado com os barbaros

publicado por Il Conte às 18:19
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 17 de Junho de 2008
A Europa de Lepanto.

Lepanto, Golfo de Patras, Mar Jónico, 7 de Outubro de 1571 : uma das mais importantes batalhas navais da Historia.

A Liga Santa, uma aliança de varias potencias europeias de então (Génova, Veneza, Estados Pontifícios, Reino de Espanha e Cavalheiros de Malta), sob o comando de João da Austria vence o Império Otomano. A Liga Santa tem uma força naval de 208 galés e 6 galeotas, a frota inimiga dos turcos tem 230 galés mais outros navios.

BAIXAS DEPOIS DE TRÊS HORAS DE BATALHA :

 

Liga Santa

turcos

9.000 mortos/feridos

12 navios perdidos

30.000 mortos/feridos

240 navios perdidos

Em Lepanto terminou a ameaça turca para a Europa.

Falamos sempre da Europa de Bruxelas mas esquecemos sempre a Europa de Lepanto, falamos da entrada de Portugal na União Europeia mas esquecemos Afonso Henriques e a reconquista. Eu acho que era preciso lembrarmos mais o que somos, somos um continente baseado nos valores cristãos e ocidentais, o trabalho, a lei, o direito, as iguais oportunidades entre homens e mulheres, o direito à vida, a recusa de formas barbáricas de justiça como a pena de morte, praticadas em estados primitivos e até nos Estados Unidos que falam tanto de direitos humanos e depois matam as pessoas com injecções de veneno ( mas em quartinhos muito limpinhos e passando álcool no braço da pessoa, para que morra mesmo pelo veneno, não vá o tipo arranjar uma infecção, não é?).

Nos os Europeus temos valores diferentes, e na minha opinião, superiores. Podem achar-me racista mas não sou, simplesmente acho que os valores nos quais cresceu a Europa são superiores respeito aos valores dos Estados Unidos ou do Islão.

Eu acho que os Europeus estão fartos de tanta burocracia de Bruxelas, e muitos também estão fartos do Shengen e desses ciganos todos a andarem por ai de um lado ao outro do continente sem controlo. O nosso continente precisa de mais União, mas deve ser uma união baseada em valores comuns, não pode ser simplesmente algo alcançado pela burocracia. Uma pressa sem sentido de abrir a União Europeia a nações, como romenia ou bulgaria, que absolutamente não estavam prontas para partilharem o caminho connosco. Agora já é tarde, já fizemos a omeleta.

Mas é preciso pensarmos no futuro, e sermos unidos, para ,mantermos a Europa Europeia, baseada no trabalho e na lei.

A China quer comer-nos.

Os Estados Unidos continuam connosco com o seu paternalismo odioso.

Os árabes queriam encher as nossas cidades de mosqueias.

Os romenos roubam nas nossas casas, matam, raptam as crianças.

Mas nos não estamos obrigados a aceitarmos sempre tudo.

Podemos lutar, juntos, para que ninguém sonhe com a possibilidade de engolir-nos.

Viva a Europa, ocidental e cristã, baseada no trabalho e na lei.

E tu, imigrado ilegal, querias uma Europa diferente? Baseada se calhar no islão ? Baseada na droga, na prostituição e no crime? Não gostas do lugar que ocupas? Querias votar? querias um passaporte europeu? Querias uma casa, um emprego, uma esposa....querias, querias, querias...

Não gostas? Olha, queridinho, se não gostares, apanha o camelo, apanha a Skoda, apanha a Trabant e volta para casa!


:

publicado por Il Conte às 22:44
link do post | comentar | favorito
|

arquivos

Outubro 2010

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

recentes

Os invasores barbaros est...

A Europa de Lepanto.

Assuntos

a.o.i.

aborrecimento

acordo ortográfico

aktion t4

amizade

amor

anjo mudo

appena prima di partire

arquitectura fascista

asmara

beppino englaro

berlusconi

blackberry

blog

brasil

brasileiros

cacao meravigliao

camões

caprichos

carro

carros

cersaie

cesare battisti

chatice

codigo ladrões romenos

criminalidade

criminosos romenos

crise

democracia

desejo

dinheiro

direito à vida

duce

eluana

eluana englaro

emprego

emprego portuguesinho

eritreia

europa

europa de lepanto

eutanasia

ezra pound

fascismo

federico moccia

felicidade

ferias

flaminio maphia

forças armadas

fragmentos discurso amoroso

futebol

gratidão

hammarberg acorda!

hitler

ho voglia di te

homem estupido

humor

ilusões

imigração sem travões

italia

italia aos italianos

l'aquila

lula

luta à anarquia

luta à criminalidade estrangeira

maluquice

mara carfagna

mulher

mulheres

musica

musica italiana

nautica

officina del tempo

papagaios

perigo imigração

perigo imigrados

perigo romenos

ple

portugal

português língua estrangeira

problema criminalidade

problema romenos

problemas imigrados

racismo

relógios

relogios

rolex

romenos

saudade

saudades

segurança

sonhos

stronza

terrinha

tiziano ferro

trabalho

vida

violencia

violencia contra as mulheres

zero assoluto

todas as tags

links
feeds
pesquisar