Um espaço italianinho e maluco
Quarta-feira, 17 de Dezembro de 2008
Ministerio da Saude italiano tentando salvar a vida da Eluana

A Emanuela Englaro é uma mulher italiana que se encontra em coma há 16 anos, por causa dum acidente. Não é uma doente em fase terminal, não tem nenhuma doença, não tem problema de respiração nem nada. Mas está em coma. Por isso precisa de receber, por forma artificial, comida e agua, mas nenhum remedio. A lei italiana não permite de matar uma pessoa que se encontraria nesse estado. Depois duma batalha legal de muitos anos o pai da Eluana, Beppino Englaro, obteve pela suprema corte italiana, a autorização de mandar parar a alimentação e a hidratação da filha, para assim deixa-la morrer. A igreja catolica, o governo, e a parte conservadora e tradiconal do pais, que acredita no valor da vida e no direito à vida, estão tentanto todos os possivéis para impedir esta condana a morte, a primeira e única condana a morte na historia da Republica Italiana, a Itália é um pais que não acredita na possibilidade, para o estado, de matar os cidadãos, nos aqui nem matamos os criminosos, não matamos os assassinos, imaginemos se podiamos matar uma mulher doente que nunca fez mal a ninguém. Se o pai dela está cansado de lutar e já não tem fê nem em Deus nem na pesquisa cientifica é um problema dele, a Eluana não devia morrer por ter um pai fraco que não percebe o valor da vida.

Apesar da absurda decisão da corte suprema a batalha para salvar a vida da Eluana continua. Nestes dias há uma guerra entre puderes, entre a Corte Suprema, puder judicial, que queria deixar morrer a Mulher e o Governo, puder executivo, que queria salva-la.

Agora a jovem está nos cuidados dum hospital, as freiras tomam conta dela, as freiras já disseram que querem continuar tomando conta dela e não querem nada em troca, nem dinheiro nem nada, somente a liberdade de continuar dando amor à mulher. É claro que as freiras não podem permitir que se acabe com a alimentação e a idratação no hospital delas. O pai anda então batendo a todas as portas para encontrar um hospital italiano que aceite de dar baixa à filha para depois mata-la interrompindo os cuidados, mas nenhum hospital italiano quer ser cumplice deste homicidio, não há a eutanasia na Itália. Somente um hospital privado, a clinica "Città di Udine" tinha aceitado de receber a mulher. Então o Ministerio da Saude foi obrigado a mandar que haverão graves consequencias para o Hospital ou a clinica que matar a Eluana, nos hospitais italianos os cidadãos entram para serem curados, não para serem matados. O director da clinica apareceu na TV a dizer que depois da pressão do Governo, eles já não podem receber a mulher. A pressão do Governo é facil de imaginar: como clinica privada eles têm uma convenção com o ministerio da saude, eles podem tratar doentes em forma privada e também aceitar outros doentes em regime de convenção, com a conta da clinica que seria paga pelos contribuintes, é claro que sem a convenção eles teriam menos doentes, pois o serviço de saude pararia de pagar muitas contas, eles só ficariam com os doentes privados mas não teriam a possibilidade de tratar de outros doentes recebendo o pagamento da conta pelo estado.

A ameaça do Ministerio da Saude foi eficaz. A guerra continua. O pai da Eluana vai continuar tentando encontrar uma maneira para mata-la enquanto a igreja, o governo italiano, e a maioria da sociedade civil continuarão tentando salva-la.

Mas a vida da Eluana continua em perigo, sem dúvida, por enquanto o Governo só ganhou uma batalha, mas a guerra contra esta condena à morte ainda não está ganha.

Que Deus abençoe e proteja a Eluana.


: preocupado pela vida da Eluana

publicado por Il Conte às 19:37
link do post | comentar | favorito
|

2 comentários:
De cagido a 17 de Dezembro de 2008 às 20:36
Eu também sou contra a eutanásia. Há que lutar pela vida, que é o maior bem supremo. Deus abençoe a Eluana.


De Il Conte a 17 de Dezembro de 2008 às 21:30
Eu sei que isto é um assunto complicadíssimo , cada um tem que fazer as contas com a sua própria consciência nestas decisões. Eu por mim tenho um apego à vida enorme e uma grande Fé em Deus e na pesquisa. Podia aceitar, ainda que me custasse muito, de ver uma pessoa que deixam morrer, ou que pede para ser deixada morrer, mas isso só no caso dum doente terminal, ou duma pessoa que se encontra entre dores atrozes e já não consegue aguentar a dor, sendo assim seria uma tortura mantê-la em vida à força só para que fique entre dores que não aguenta. MAS o caso da Eluana é diferente, é uma pessoa que está num sono sem fim, um sono de 16 anos, ela de manhã abre os olhos, à noite fecha-os, mas vive como dormindo , provavelmente sonhando, quem sabe, mas não tem nenhum tipo de dor, nem precisa de algum tipo de remédio , simplesmente precisa de alimentação e de agua e pronto. Não sabemos o que podia encontrar a pesquisa daqui a semanas, meses ou anos: Há 16 anos que ela vive assim: pq render-se agora? A família não tem nenhum custo, o estado é que paga tudo, não há motivos, nem sequer económicos , para perder a esperança.
Eu não tenho nada contra o Beppino Englaro mas tenho esperança que o Governo Italiano, a Igreja Católica e a sociedade civil consigam impedir esta barbaridade. Seria muito grave, um precedente grave se conseguissem mata-la à serio.


Comentar post

arquivos

Outubro 2010

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

recentes

Terrinha

Countdown

Dia insonso

Às veses eles voltam....

Onore e Gloria

Dois novos amigos

Português levanta o cú do...

Salvar Portugal

Boa vida

Uma vida muito real.

Assuntos

a.o.i.

aborrecimento

acordo ortográfico

aktion t4

amizade

amor

anjo mudo

appena prima di partire

arquitectura fascista

asmara

beppino englaro

berlusconi

blackberry

blog

brasil

brasileiros

cacao meravigliao

camões

caprichos

carro

carros

cersaie

cesare battisti

chatice

codigo ladrões romenos

criminalidade

criminosos romenos

crise

democracia

desejo

dinheiro

direito à vida

duce

eluana

eluana englaro

emprego

emprego portuguesinho

eritreia

europa

europa de lepanto

eutanasia

ezra pound

fascismo

federico moccia

felicidade

ferias

flaminio maphia

forças armadas

fragmentos discurso amoroso

futebol

gratidão

hammarberg acorda!

hitler

ho voglia di te

homem estupido

humor

ilusões

imigração sem travões

italia

italia aos italianos

l'aquila

lula

luta à anarquia

luta à criminalidade estrangeira

maluquice

mara carfagna

mulher

mulheres

musica

musica italiana

nautica

officina del tempo

papagaios

perigo imigração

perigo imigrados

perigo romenos

ple

portugal

português língua estrangeira

problema criminalidade

problema romenos

problemas imigrados

racismo

relógios

relogios

rolex

romenos

saudade

saudades

segurança

sonhos

stronza

terrinha

tiziano ferro

trabalho

vida

violencia

violencia contra as mulheres

zero assoluto

todas as tags

links
feeds
pesquisar