Um espaço italianinho e maluco
Quarta-feira, 10 de Dezembro de 2008
Entrevistas para um novo emprego

Como inundei a Itália de candidaturas e curricula vitae a procura dum novo emprego nestes dias recebo convites por sociedades que me oferecem a possibilidade duma entrevista de selecção. Fui ontem perto de Verona a uma entrevista e tenho outra amanha em Bolonha. Mas é uma selecção mutua, pois não preciso dum emprego e sim quero escolher um emprego de que goste. Se não for possível trabalhar em Portugal, enquanto não aparecer uma oportunidade para trabalhar em Portugal , ao menos tenciono mudar para a terrinha, que estou farto desta planície aborrecida de fabricas e humidade com gente chata que tem um sotaque ridículo e uma maneira de estar no mundo de que não gosto, interesseira e falsa. Outrora a chatice disso ao menos era compensada pela possibilidade de se ganhar mais, mas com esta crise ganha-se tanto quanto se ganha na minha terra, com a diferença que aqui a vida é mais cara, uma bica num bar custa aqui 1,00 euro, enquanto na terrinha custa 0,70, as casas custam aqui 3.000 euros por metro, enquanto na terrinha custam 2.000, aqui tudo custa 30-35 % mais e os ordenados são agora igualzinhos, sendo assim acho que já não faz sentido nenhum eu ficar aqui. E depois aqui é tudo mais sujo e feio, a minha terra é mais limpa e linda.

Ligou-me agora mesmo a minha Portuguesa preferida : ela faz-me tão feliz ! Estou em pulgas para a chegada dela, se Deus quiser falta pouco mais de duas semanas.

Eu amo ela.

Amo ela e contudo às vezes desejo também outras duas Portuguesas, uma das duas desejo-a porque gosto da inteligência dela, a outra desejo-a porque é demasiado sexy e sabe seduzir-me totalmente. Às vezes até perco tempo com fantasias malucas, imagino-me sentado num sofá, a ver um filme de que gosto com essas três Portuguesas sentadas perto de mim a fazer-me carícias e massagens por todo o lado: um harém bem portuguesinho!!!

Sim, quem me dera!

 

Acorda, pá, tens que trabalhares agora, para com isso!!!

(Estúpido Italiano...)



publicado por Il Conte às 12:18
link do post | comentar | favorito
|

2 comentários:
De Pâmelli a 10 de Dezembro de 2008 às 16:04
Ah, Conte...Ouvindo ( digo: lendo...) você falar de Parma ( é aí onde está , não??) me lembra a época em que morei no interior do estado de Minas Gerais , no Brasil. Eu me sentia exatamente assim!
Detestava aquele lugar, não suportava o sotaque das pessoas e principalmente seu jeito e estilo de vida caipira e hipócrita. Alí eu morria um pouco a cada dia !
Sinceramente, espero que você consiga fugir desse Norte da Itália , que não suporta , e que volte logo para o Sul ou então para Portugal, que é onde você gosta de verdade...
Abraços, Pamelli.


De Il Conte a 10 de Dezembro de 2008 às 19:03
Eu gosto de Portugal sim, mas gosto mais da minha terrinha. Mais de que de Portugal eu gosto das Portuguesas, acho que no mundo não há mulheres mais interessantes das Portuguesas, eu fico doido por elas. O máximo seria viver em L'Aquila mas casado com uma Portuguesa, isso seria mesmo o máximo da felicidade, para mim.
Abraços


Comentar post

arquivos

Outubro 2010

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

recentes

Terrinha

Countdown

Dia insonso

Às veses eles voltam....

Onore e Gloria

Dois novos amigos

Português levanta o cú do...

Salvar Portugal

Boa vida

Uma vida muito real.

Assuntos

a.o.i.

aborrecimento

acordo ortográfico

aktion t4

amizade

amor

anjo mudo

appena prima di partire

arquitectura fascista

asmara

beppino englaro

berlusconi

blackberry

blog

brasil

brasileiros

cacao meravigliao

camões

caprichos

carro

carros

cersaie

cesare battisti

chatice

codigo ladrões romenos

criminalidade

criminosos romenos

crise

democracia

desejo

dinheiro

direito à vida

duce

eluana

eluana englaro

emprego

emprego portuguesinho

eritreia

europa

europa de lepanto

eutanasia

ezra pound

fascismo

federico moccia

felicidade

ferias

flaminio maphia

forças armadas

fragmentos discurso amoroso

futebol

gratidão

hammarberg acorda!

hitler

ho voglia di te

homem estupido

humor

ilusões

imigração sem travões

italia

italia aos italianos

l'aquila

lula

luta à anarquia

luta à criminalidade estrangeira

maluquice

mara carfagna

mulher

mulheres

musica

musica italiana

nautica

officina del tempo

papagaios

perigo imigração

perigo imigrados

perigo romenos

ple

portugal

português língua estrangeira

problema criminalidade

problema romenos

problemas imigrados

racismo

relógios

relogios

rolex

romenos

saudade

saudades

segurança

sonhos

stronza

terrinha

tiziano ferro

trabalho

vida

violencia

violencia contra as mulheres

zero assoluto

todas as tags

links
feeds
pesquisar