Um espaço italianinho e maluco
Sábado, 28 de Fevereiro de 2009
Os nossos brasões

Tenho um amigo aqui no Sapo que é uma pessoa muito diferente de mim (é uma pessoa melhor!), as ideias dele deixam-me às vezes com dores de fígado mas respeito-as, respeito ele e ainda bem que haja variedade no mundo. No blog dele aparece uma linda bandeira portuguesa (coisa boa) mas também uma bandeira da União Europeia....bleah...a mim a União Europeia mete-me nojo!  A nível financeiro foi uma coisa óptima termos juntado pois agora temos uma moeda forte, o euro, que nos protege bastante, enquanto esses orgulhosos que quiseram ficar fora do euro, como os Britânicos que ficaram com o seu Pound agora estão arrependidíssimos pois fora do euro a crise bateu muito mais forte, o cambio euro/pound mudou imenso, com o pound que em relação ao euro agora vale muito menos. É bom termos uma moeda única, e comunicações boas entre nós, rodoviárias ou aéreas, mas a União Europeia pediu-nos um preço humano altíssimo, com uma violência absurda e um terror louco semeado pelos romenos e por outros imigrados de leste Europa nos países civilizados como Portugal ou a Itália, que sim  tinham os seus fisiológicos níveis de criminalidade mas nos quais podia-se viver no sossego, enquanto agora uma mulher na Itália já não pode sair sozinha à noite pois o perigo de ser violada por um imigrado de leste é enorme.

Eu por mim não sinto nenhum desejo de ter amigos romenos ou de outros países de leste, a mim esta União Europeia não me diz nada, ok o euro , mas podíamos parar ali, isso das fronteiras abertas, com um romeno que chega no meu pais de autocarro com 70 euros, para mim não serve de nada, pois o meu pais já tem muitos problemas e não era preciso importarmos criminais capazes de crimes absurdos.

Então queria ver nos blogs menos bandeiras europeias e mais brasões. Eu não sou Europeu, não sou "ocidental", eu sou unicamente Italiano e em particular de L'Aquila. A minha "terra" é um pedaço de espaço, na Itália central, que tem um raio de uns 30 quilómetros à volta de L'Aquila.

Quero lá eu saber de romenia, de romenos e de albaneses....estou-me nas tintas com eles.

Em vez de ajudares romenos, que tal de começares a ajudar o teu vizinho? Achas que não há pessoas que precisavam de ajuda em Portugal ou na Itália? Em vez de salvarmos o mundo porque não começamos a melhorar um bocado o nosso bairro, a nossa cidade?

Ama a tua terra !

Aprende a amar a tua terra.

Há também romenos de bem, há milhões, são esses que em vez de fugirem e de semearem terror pela Europa, ficaram na romenia trabalhando duro a ver se conseguem fazer da romenia um pais melhor. Eu não tenho nada contra eles, eu não sou racista, gosto de pessoas de todas as raças, religiões e línguas, sem excepções, mas não admito o terror, a anarquia e a destruição de civilizações que têm séculos de historia e que desde sempre ficaram baseadas no trabalho e na Lei.

Mostra o teu amor para a tua terra, publica no teu blog o brasão da tua cidade/ vila / aldeia.


: orgulhoso de ser italiano
Assuntos: , ,

publicado por Il Conte às 19:15
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Sexta-feira, 27 de Fevereiro de 2009
Mussolini tinha protegido a Itália contra os abutres financeiros.

Durante o regime fascista a Itália tinha leis para defender a economia da nação contra os perigos levados pelos judeus, que quando se trata de dinheiro nunca olham a meios para atingirem os fins.

 

 



publicado por Il Conte às 20:56
link do post | comentar | favorito
|

Solidariedade para Lady Michele Renouf

Lady Michele Renouf , Senhora da alta nobreza britânica, ontem foi ao aeroporto de Londres buscar o bispo Williamson que tinha sido expulso pela Argentina. a Argentina devia pensar em pagar as dividas que tem com o mundo inteiro, começando com o pagamento dos bonds dos 450.000 Italianos que emprestaram dinheiro ao Estado Argentino e depois perderam todas as poupanças pois o estado argentino recusou pagar as suas dividas, a Argentina não me parece francamente um estado que possa dar lições de moral ao mundo. O bispo Williamson disse algumas asneiras sem pés nem cabeça, como por exemplo que os judeus matados pelo terceiro reich não passariam de uns 300.000 , mas todo o mundo sabe que foram mais de seis milhões, agora o Williamson pode ter exagerado, mas aqui já não se pode dizer mais nada acerca dos judeus que logo recebe-se a acusa de anti-semitismo, a mim parece-me um bocado paranóico francamente. Graças a Deus ainda há pessoas , como a Lady Renouf, que não têm complexos acerca dos judeus e que sabem criticar os judeus se e quando for preciso. Não podemos permitir aos judeus qualquer coisa somente por causa do Hitler, tudo o que o Hitler fez aos judeus é monstruoso mas isso não deve ser um  motivo para eles poderem fazer qualquer coisa sem que ninguém possa dizer nada. Se nos olharmos às causas desta crise económica mundial, que vai fazer mais de 50 milhões de desempregados, no fundo, isso bem espremido é a historia de costume: aquela mentalidade judia dos financeiros de wall street. Os maiores responsável deste desastre mundial são os financeiros dos Estados Unidos e entre eles os mais perigosos, os que não têm nenhum escrúpulo com o dinheiro, são mesmo os judeus.

Se eles querem viver longe de Jesus tudo bem, é com eles, eu nem penso em converter judeus, mas não posso com a sua mentalidade e com as suas especulações sem piedade.

Eu não sou anti-semita, alias até trabalhei mais de três meses em Israel e tive a possibilidade de conhecer a mentalidade judia, mas realmente não posso com eles quando estragam a economia mundial, e não é a primeira vez que isso acontece, já aconteceu muitas vezes na Historia e sempre por causa deles.

É realmente difícil conseguir ama-los pois eles fazem muito pouco para se fazer amar e fazem imenso para se fazerem odiar.


Assuntos:

publicado por Il Conte às 20:25
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 26 de Fevereiro de 2009
Sou afortunado: eu tenho Jesus.

Em vez de comprares bilhetes de lotarias ou de venderes as joias de familia há outro caminho , melhor, que podes percorrer para obter ajuda nestes tempos dificeis: bateres à porta do teu pai.

Experimenta e vais ver.

 

Lucas 11,5-13

Se algum de vós tiver um amigo e for ter com ele à meia-noite e lhe disser: Amigo, empresta-me três pães, porque um meu amigo acaba de chegar a minha casa de viagem e não tenho nada para lhe dar; e ele respondendo lá de dentro disser: Não me sejas importuno, a porta já está fechada, os meus filhos estão deitados comigo; eu não me posso levantar para te dar alguma coisa. Se o outro perseverar em bater, digo-vos que, ainda que ele se não levantasse a dar-lhos, por ser seu amigo, certamente pela sua importunação se levantará e lhe dará quantos pães precisar. Eu digo-vo: Pedi, e dar-se-vós-á; buscai, e encontrareis; batei, e abrir-se-vós-á. Porque todo aquele que pede, recebe; e o que busca, encontra; e ao que bate, se lhe abrirá.

Se um filho pedir pão, qual é entre vós o pai que lhe dará uma pedra? Ou, se lhe pedir um peixe, dar-lhe-á ele, em vez do peixe, uma serpente? Ou se lhe pedir um ovo, porventura dar-lhe-á um escorpião? Se pois vós, sendo maus, sabeis dar boas dádivas a vossos filhos, quanto mais o vosso Pai celestial dará espirito bom aos que lho pedirem.

 

 

Chega de tristezas. Não te preocupes demasiado com tudo e com todos, agradece antes o Senhor pela tua vida, que a vida é um dom maravilhosos, enquanto for vivo/a nunca pares de agradecer Deus pela vida e pelo amor dele para contigo. E começa a pedir coisas, não sejas orgulhoso/a convencido que não precisarias da ajuda dele e que bem sabias resolver tudo sozinho/a.

Não, sozinho/a não vais muito longe.

Pede.

E acredita.

Que Deus continue a abençoar-te sempre. Tudo de bom para ti. Muito amor e muita saude, e dinheiro quanto for preciso.


: afortunado

publicado por Il Conte às 18:42
link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 25 de Fevereiro de 2009
Lotarias e compro ouro.

Parece-me que, ao menos no meu pais, estamos a enfrentar esta crise duma maneira um bocado infantil: apesar da  gente estar cada dia com menos dinheiro no bolso ha sempre filas nos bares e nas tabacarias para comprar bilhetes de lotarias instantaneas, dessas que arranhas e descobres logo se ganhaste alguma coisa. Ha bilhetes de euro 1,00  2,00  3,00  5,00 ou 10,00 e geralmente os mais vendidos sao os de 5,00 que permitiriam de ganhar até 500.000,00 instantaneamente. Todos compram bilhetes de lotarias, parece que a lotaria seja a ultima esperança, a ultima praia. O governo nao deve ter problemas de entradas pois as lotarias sao nacionais e o governo ganha muito com o  que afinal nao passa de uma taxa sobre o desespero. Eu nao tenho nada contra as lotarias, eu tambem jogo, mas fico triste em ver a gente a gastar tanto dinheiro nisso, ali ja nao se trata de jogo e sim de desespero, pessoas desempregadas que perderam o emprego por causa da crise e que gastam o pouco dinheiro que tem em lotarias.

Um negocio que tambem vai de vento em popa é a compra do ouro em segunda mao, lojas que compram ouro usado despontaram a cada esquina como cogumelos, ha mais lojas dessas do que lojas de porcarias chinas e as familias vendem as joias que tem para sobreviverem mais um bocadinho à crise. Enquanto 90% dos Italianos continuam pagando muito caro a ligereiza financeira dos abutres de wall street que pela segunda vez na historia estragaram a economia do planeta, também temos uma pequena percentagem de abutres nacionais, com aquela mentalidade judia, que conseguem aproveitar da crise para fazer ricos negocios comprando ouro por uma pechincha ou vendendo inuteis esperanças ligadas a loterias instantaneas. No entanto o pais continua a caminho do caos e da pobreza e se continuar assim veremos cedo uma Italia muito latinoamericanizada, dividida em poucos riquissimos e 90% de pobres. Com estas condiçoes até podia surgir um dia um homem forte que saiba dizer stop a parassitas e a abutres e que faça um bocadinho de limpeza, como Jesus quando enxoutou os comerciantes judeus que faziam negocios nas escadas do templo. Eu sou um liberal, e nao tenho nada  contra quem compra e vende ouro nem contra quem vende bilhetes da lotaria, mas acho que era preciso enfrentarmos a crise duma maneira mais racional e produtiva. O problema principal das crises do nosso sistema capitalista é a falta da etica, da moralidade pois  ninguem paga pelos erros, os abutres de wall street que tornaram-se riquissimos com jogos financeiros sem escrupolos estragaram por dois anos a economia do planeta e fizeram milhoes de desempregados no mundo, mas la continuam eles nas suas vidas de luxos e caprichos, ninguem pagou, alias ganham premios abstronomicos cada ano. Os problemas da droga ou das mafias (outrora italianas, hoje russas e chinas) ou do terrorismo  ou da criminalidade romena na europa nao sao nada comparados com os desastres que podem provocar no mundo quatro abutres financeiros sem escrupolos formados na etica judia de fazerem dinheiro seja como for  e nas tintas com o resto do planeta. Se ao menos depois pagassem pelas suas asneiras, mas nao, la continuam eles como sempre, quando as coisas correm bem, ganham eles, quando correm mal, pagamos nos. Que rica vida, hem?



publicado por Il Conte às 11:01
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|

Segunda-feira, 23 de Fevereiro de 2009
O Tonetó não é "eximius" e sim "elegans"

Hoje fui buscar o certificado CITES do meu papagaio, um certificado internacional que certifica a origem do papagaio. Afinal não era um Platycercus Eximius e sim um Platycercus Elegans, isto é não era um "Rosela comum" e sim era um "Rosela de Pennant". Antes assim, pois o Pennant (que é todo vermelho e azul, como o meu) é menos comum do Rosela normal, um bocadinho mais raro, e é também mais elegantinho. Estou a gostar muito do meu novo amigo, é motivo de distração, em vez de pensar na crise economica ou na violencia semeada na Itália pelos romenos antes brincar um bocado com o papagaio, brincar com ele faz bem à saude, não serve de nada estragar-se o figado com as novas que passam na TV ou nos jornais. Hoje nem li o jornal e a TV quase nunca vejo, tinha em casa mas resolvi leva-la para a cave, já que em casa nunca vejo TV, prefiro ler o navegar na internet. Este papagaio é diferente dos outros que já tive: é mais frugal, come menos e faz menos cocó, é muito limpinho e asseadinho, os outros passavam o tempo a comerem e depois sujavam imenso, claro. Também é mais bomzinho, não é antipatico como os outros que estavam sempre a gritar e a incomodar os vizinhos, houve quem veio queixar-se pelo barulho do Conuro da Patagonia, nossa o Conuro era realmente muito maroto !!! Mas este é ralaxado e eu prefiro os bichos calminhos.



publicado por Il Conte às 17:55
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 22 de Fevereiro de 2009
Barbaros romenos semeando terror e morte na Europa.

Com a entrada da romenia na UE (raios partam os politicos europeus que permetiram isso) milhões de romenos deixaram esse pais aborrecido e feio e foram para outros paises europeus, principalmente alemanha e Itália. Na Itália os imigrados romenos já são muitas centenas de milhares. Não passa dia sem que estes animais apareçam nas paginas dos jornais como protagonistas de historias de terror. Na sexta feira passada, Giovanni Santini, um pobre italiano com 63 anos bateu à porta de um casal romeno no barrio Aurelio em Roma para solecitar o pagamento da varias mensilidades da renda da casa, ele era administrador e o casal romeno não pagava a renda da casa há varios meses. Os romenos escolheram uma solução estalinista: o Estaline dizia que com a morte acabam todos os problemas, porque matando uma pessoa acabam-se imediatemente os problemas que essa pessoa trazia, e por isso o Estaline matou 80 milhões de pessoas, muito mais do que o Hitler. Então os romenos escolheram uma solução à Estaline: simplesmente mataram o administrador, depois cortaram e colocaram primeiro num saco e depois numa mala, para trasportar e deitar fora algures, para se desfazerem do cadaver. Ontem a policia italiana apareceu à porta do casal romeno, mas eles não abriram, quando a policia entrou encontrou os dois animais que ainda estavam tentando limpar o sangue da vitima e que já tinha pintado uma parte do muro suja de sangue.

Agora, no meu pais a policia trabalha bem e a luta contra os animais romenos vem nos primeiros lugares das prioridades do governo, os dois desgraçados foram logo apanhados, como a maioria dos outros seus nacionais que tem levado o terror pela Itália, mas o Giovanni Santini é morto, morto só porque pediu o pagamento de rendas atrasadas.

Eu amo Portugal e tenho medo que cedo tanta violencia chegue também ali, ainda por cima os Portugueses parecem-me ser demasiado compreensivos e abertos com os romenos, provavelmente porque os romenos ainda são poucos e portanto os Portugueses ainda não tiveram tempo de os conhecer bem.

A romenia acusa a Itália de "romenofobia" dizendo que aqui há muito odio contra os romenos. Que lata ! CLARO QUE HÁ ! Mas a culpa com certeza que não é dos Italianos, não somos nos que matamos pessoas e depois colocamos numa mala somente para não pagar uma renda. Estes são uns animais, e nos continuamos tratando-os por seres humanos.

Seria altura de acordarmos.

Fora a romenia da UE.

Fronteiras europeias bloqueadas à imigração romena.

Campos de trabalho duro para criminosos romenos. (Campos tipo os campos siberianos do estaline, é a única língua que estes tipos percebem).

Eu odeio os romenos.



publicado por Il Conte às 19:17
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Sábado, 21 de Fevereiro de 2009
Tonetó

Hoje fui dar uma volta até Roma a procura dum livro que não tinha encontrado nas livrarias de L'Aquila. Como não tinha vontade de conduzir fui de autocarro e assim enquanto viajava aproveitei para estudar um bocadinho a minha gramática da língua portuguesa. De autocarro a viagem de L'Aquila até Roma demora uma hora e meia (de carro uma hora), são 100 quilómetros de auto-estrada. Depois mudei de ideia e não comprei nada na livraria de Roma.

Mas quando cheguei em L'Aquila deu-me assim, sabe-se lá como , de satisfazer um capricho: adoro papagaios, resolvi comprar um. Já tinha tido na vida outros papagaios, um de origem latino-americana e outros dois de origem africana, este que comprei hoje é um papagaio de origem australiana, o nome da espécie é Platycercus eximius, conhecido mais simplesmente como "Rosela", os outros que tive foram verde (o latino-americano) e azuis (os dois africanos), enquanto este é vermelho. Nossa, quanto assobia!!! Está sempre a assobiar, mas é um assobio agradável, nada a ver com o Conuro da Patagonia que tive e que gritava de maneira absurda e ensurdecedora, este tem um assobio agradável para o ouvido humano, e parece também mais calminho, não é furioso ou nervoso como os que já tive. Depois por motivos de trabalho e de mudanças de casas tive que dar a outras pessoas os meus velho papagaios, um vendi a uma loja de animais, os dois africanos dei a uma colega da minha ex esposa por nada, mas oxalá este consiga viver largos anos comigo. Os papagaios vivem muitos anos, são animais que podem viver até mais de um ser humano. Estou a gostar deste meu novo amigo, é bom ouvi-lo assobiar em casa, e gosto quando me fita misteriosamente, curioso. Estes não seriam tempos para caprichos, com esta crise económica que aperta, mas não soube resistir...e depois últimamente tenho levado uma vidinha poupadinha sem luxos inúteis portanto acho que bem mereço gastar um bocadinho de dinheiro comigo.

Enquanto teclo lá está o papagaio a fitar-me, calminho.

Que grande diferença com os outros que já tive, tão nervosos e antipáticos!!!

Acho que se Deus quiser, com este aqui podia ser bom amigo, acho que nos vamos dar bem, ao menos esta é a primeira impressão de hoje, ele chegou na minha casa há poucas horas. Parece estar à vontade, come a frutinha e as sementes, assobia tranquilo, parece gostar da nova casa dele.

Por ele escolhi um nome em dialecto da terrinha, uma palavra 100% aquilana, que só se utiliza mesmo aqui em L'Aquila e não fica percebida a mais de 30 quilómetros daqui : "Tonetó"

Tonetó, em dialecto aquilano diz-se dum sujeito que tem uma voz cava, cavernosa.

Na verdade o papagaio nem tem uma voz assim tão cavernosa como isso, alias o assobio dele é agradável, mas acho engraçada a palavrinha em dialecto e portanto fica-lhe esse nome:

TONETÓ.


:
música: O assobio do Tonetó

publicado por Il Conte às 21:33
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Sexta-feira, 20 de Fevereiro de 2009
Os invasores barbaros estragam pesantemente as economias europeias

Os imigrados ilegais que se encontravam no Centro de identificação e expulsão de Lampedusa fizeram mais uma revolta dura contra a Policia tentando fugirem do centro de expulsão para evitar serem deportados, e chegando a pegar fogo em tudo o que era sitio, nesta inutil revolta contra a politica do Governo Italiano em termos de luta à imigração clandestina. A Policia conseguiu voltar a restabelecer a ordem na pequena ilha italiana e as pontes aereas para deslocarem os barbaros continuam. Outrora esse centro era um centro de acolhimento, um CPT, (centro de estadia temporaria) e a missão do centro era a de dar acolhimento a esses desgraçados que chegam a Itália sem vintém, hoje a politica mudou, já ninguém quer pensar em acolhimento de barbaros e o centro mudou-se de CPT (centro di permanenza temporanea) para CIE (centro di identificazione e espulsione), a nova missão do centro é identificar os barbaros para depois repatria-los nas suas terrinhas com pontes aereas. Estes barbaros tentam desesperadamente impedir as repatriações. O problema é que tudo isto tem custos enormes para os contribuintes italianos e anda estragando de maneira muito pesante a economia nacional. Primeiro, os policias militares (Carabinieri) que eram só 23 na epoca do centro de acolhimento são agora mais de 500, e esses podiam ser utilizados para outras tarefas em vez que ter que ficar ali a tratar de contrastar a violencia dos barbaros. Em segundo lugar Lampedusa era uma ilha lindissima , pequenina, no mediterraneo, que vivia de turismo, mas agora com tantos barbaros a fazerem guerras já não há turistas que queiram ir para Lampedusa, para a economia da ilha italiana este problema da invasão barbarica foi um golpe mortal. Estes barbaros que chegam na Europa , quando não cometem crimes absurdos, sempre custam demasiado, pois pagam poucas taxas ou então nem pagam, mas querem escolas, assistencia, hospitais. Sem contarmos que muitos europeus já perderam os seus empregos porque estes desgraçados custam pouco e roubam lugares de trabalho. Se quisermos que a Europa sobreviva a esta invasão temos que começar já, todos juntos, a enfrentar esta invasão barbarica, com medidas cada dia mais duras, eventualmente chegando a abrir fogo militarmente contra os invasores que tentem ilegalmente imigrarem na Europa. Se não fizermos nada, se continuarmos com as utopias do acolhimento e do abrigo, daqui a poucos anos este continente maravilhoso berço da civilização ocidental e cristã será um continente pobre cheio de violencia, com milhões de chineses e arabes a mandarem em nos. Mas não estamos obrigados a mandar a Europa à merda, podemos tentar salvar o nosso continente, salvar os nossos empregos, as nossas mulheres, o futuro das nossas gerações. Se quisermos, ainda estamos a tempo para manter a Europa um continente civilizado, não estamos obrigados a entregarmos as nossas terras aos barbaros.


: preocupado com os barbaros

publicado por Il Conte às 18:19
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 19 de Fevereiro de 2009
...

A Tammi, mulher pouco romantica mas bem portuguesinha e simpatica passou no blog dela mais um desafio, que consiste em listar 10 prazeres absolutamente gratuitos. Eu listo os meus mas queria tamber passar esta desgraça aos leitores do meu blog, particularmente gostava de saber quais os prazeres gratuitos de pessoas MUITO DIFERENTES de mim, como o Tovi ou a Pâmelli. Já imagino que o primeiro listaria coisas como dar um passeio com um cão ou cheirar um bom vinho enquanto a segunda ia listar algo de grande classe, provavelmente francês...

 

Mas aqui vai a listinha dos meus prazeres gratuitos

 

  1. Receber um olhar cumplice pela mulher que amo
  2. Entrar em L'Aquila pela Porta Napoli.
  3. Olhar para a cidade de L'Aquila e para as minhas montanhas desde a estrada que liga Pianola a Roio
  4. Ouvir "Fratelli d'Italia" o hino italiano, que me desperta todas as manha, é o toque do telemovél que útilizo para despertador.
  5. Ouvir "A Portuguesa" o hino português, é o toque do telemovel associado às chamadas da minha portuguesa preferida
  6. Beber a aguinha do Gran Sasso que sai fora geladinha pela chafariz do anjo mudo na Rua Patini em L'Aquila.
  7. Sentir a neve em grandes flocos na minha cara e no meu cabelo
  8. Sentir o vento gelado a "barbear-me" a cara
  9. Ouvir uma mulher bem portuguesinha a falar em italiano com sotaque português
  10. Ouvir a Torre do Camara Municipal de L'Aquila  bater 99 vezes, todos os dias às 19,00 para lembrar a fundação da cidade


publicado por Il Conte às 22:26
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|

arquivos

Outubro 2010

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

recentes

Terrinha

Countdown

Dia insonso

Às veses eles voltam....

Onore e Gloria

Dois novos amigos

Português levanta o cú do...

Salvar Portugal

Boa vida

Uma vida muito real.

Assuntos

a.o.i.

aborrecimento

acordo ortográfico

aktion t4

amizade

amor

anjo mudo

appena prima di partire

arquitectura fascista

asmara

beppino englaro

berlusconi

blackberry

blog

brasil

brasileiros

cacao meravigliao

camões

caprichos

carro

carros

cersaie

cesare battisti

chatice

codigo ladrões romenos

criminalidade

criminosos romenos

crise

democracia

desejo

dinheiro

direito à vida

duce

eluana

eluana englaro

emprego

emprego portuguesinho

eritreia

europa

europa de lepanto

eutanasia

ezra pound

fascismo

federico moccia

felicidade

ferias

flaminio maphia

forças armadas

fragmentos discurso amoroso

futebol

gratidão

hammarberg acorda!

hitler

ho voglia di te

homem estupido

humor

ilusões

imigração sem travões

italia

italia aos italianos

l'aquila

lula

luta à anarquia

luta à criminalidade estrangeira

maluquice

mara carfagna

mulher

mulheres

musica

musica italiana

nautica

officina del tempo

papagaios

perigo imigração

perigo imigrados

perigo romenos

ple

portugal

português língua estrangeira

problema criminalidade

problema romenos

problemas imigrados

racismo

relógios

relogios

rolex

romenos

saudade

saudades

segurança

sonhos

stronza

terrinha

tiziano ferro

trabalho

vida

violencia

violencia contra as mulheres

zero assoluto

todas as tags

links
feeds
pesquisar