Um espaço italianinho e maluco
Segunda-feira, 30 de Junho de 2008
Tornar-se riquíssimo.

 

 

 

Se Deus quiser sexta feira de madrugada ou quinta à noite vou para a minha terrinha para um fim de semana prolongado. Por motivos de trabalho vivo no norte da Itália, em Parma, a cidade não é feia, mas a terra não passa duma planície aborrecidíssima, não gosto mesmo nada desta terrinha insonsa. A minha terra é mais linda, fica no centro do pais, 100 quilómetros leste de Roma, chama-se L'Aquila o que em português quer dizer A águia, é uma cidade que fica a 721 metros, fresquinha no verão e fria no inverno, rodeada por montanhas de mais de 2.000 metros, com a mais alta, o Gran Sasso, que chega a 2.900. A minha terrinha não será assim tão rica e abastada como a terra na qual vivo por motivos de trabalho, mas é muito mais linda, bem, eu sei que sou bastante parcial, admito, mas acho que é mais linda mesmo. Digamos que se fossem duas mulheres, Parma seria uma mulher de uns 40 aninhos muito sofisticada, elegante, muito bem penteada, bem calçada, com joelhos, bom perfume, a descer de um carro de luxo, L'Aquila seria mais uma moça de uns 25 anos, sem vintém mas lindíssima e muito orgulhosa, despenteada mas sexy, com uma risada contagiosa e os olhos sempre a brilharem e sempre pronta para partir para mil outras aventuras, a descer provavelmente de um velho panda esmagado e cheio de ferrugem, sem perfume, mas cheirando naturalmente bem.

Gosto, no verão, de encostar a boca à aguinha dum chafariz da terrinha e sentir na boca a agua fresquinha da montanha, fria também em Agosto. O ar puro, poucas fabricas quer dizer pouco trabalho mas também uma terra limpinha.

Tenho aquelas saudades! Vou estar um bocadinho na minha casinha, que tenho ali, entre as minhas coisas. Não mudei de residência para o norte, deixei a minha residência na terrinha, o meu medico, o meu contabilista...

Hoje liguei para o meu contabilista: que tal de eu passar ali sexta, para a declaração dos rendimentos? Vem, vem, disse ele, e traz também contigo a Coramina (remédio para o coração).

Este ano vou ter problemas com as taxas, porque no ano passado ganhei bastante bem e agora hei de pagar muitos impostos, vou entrar em dificuldade financeiras, receio.

Vou pagar, sem discutir, mas acho que vou pagar aos poucos, pode-se pagar em 5 meses, e se calhar vou saltar um ou dois e acabar mais tarde pagando em atraso com juros, fazer o quê? Uff...estou super-feliz que vou para a terrinha, mas ao mesmo tempo vou por questões chatas: as taxas!

Estou triste!

Como é que vou arranjar agora eu tanto dinheiro?

Pera ai, deve haver uma solução!

Há!

Basta entrar numa livraria e com certeza encontro um desses livrinhos que ensinam como tornar-se riquíssimo.

Encontrei!

John Demartini - How to make one hell of a profit and still get to heaven (titulo original)

Comprei a tradução em italiano (come diventare dannatamente ricchi ed essere beati).

Pronto, meus amigos, já tenho o meu livrinho aquí portanto já nem hei de preocupar-me com o meu contabilista e com as taxas que ficam por pagar, pois seguindo os conselhos deste livrinho maravilhoso, daqui a poucas semanas vou tornar-me riquíssimo.

Vou comprar um porsche, uma vivenda a beira mar , outra na serra e vou ter sempre duas ou três morenas na casa dos trinta anos perto de mim. Ahhh...que bom...basta entrarmos numa livraria com uma nota de 20,00 euros e saímos de lá com um livro que nos resolve todos os problemas e ainda com algum troco.

VAMOS AGORA A UMAS "PALAVRAS DE SABEDORIA E PUDER" que encontro aqui no livro:

  • Primeiro que tudo pago a mim próprio, aconteça o que acontecer.
  • Vou tomar sempre a minha parte porque mereço.
  • Eu domino o dinheiro e o dinheiro trabalha para mim.
  • Sei lidar com o dinheiro de maneira sabia, então atraio ainda mais dinheiro.
  • O dinheiro chega a mim dos lugares mais inesperados.

Pronto, lá está, vou pensar muito nisso e já amanha o dinheiro vai começar a entrar na minha vida, se calhar sexta vou para a terrinha de Porsche, e quando lá chegar compro-me uma linda vivenda e arranjo três secretarias portuguesas entre os 30 e os 35 anos.

Às vezes as pessoas preocupam-se demasiado com coisas sem importância. É preciso aprendermos a pagarmos primeiro que tudo a nos próprios. Tens o seguro do carro caducado? Esquece! Paga antes a ti primeiro, e deposita algum dinheiro na tua conta bancária! Como? tens ai o medico para pagares? Deixa ai o medico esperar e deposita antes dinheiro na tua conta bancária! O quê? As taxas? Bah...esquece ai as taxas, os impostos, aprende a pagar primeiro a ti, porque tu mereces!

Lembra: apanha sempre a tua parte, porque tu mereces!

Tens fome?

Vai para um restaurante, senta-te, come tranquilamente o que quiseres , bebe o que quiseres, quando chegar o criado com a conta de 100 euros (ias sozinho, claro) diz que tu não pagas porque primeiro queres pagar a ti próprio e como já depositaste dinheiro na tua conta para te pagar, já não fica para pagar o restaurante. O que queres que te façam? Não te vão matar, pois não...vão insultar-te, empurrar-te rua fora aos pontapés, nada mais do que isso...

Vai ao supermercado e pega tudo o que quiseres, quando chagares à caixa diz que tu não pagas, a historia do costume, tens que pensar em pagares primeiro a ti proprio, etc.

Ahhh....estes conselhos do John Demartini...realmente...muito úteis mesmo...

Amanha volto na livraria ver se encontro um livrinho do tipo "como engatar uma mulher em meia hora" ou então "a gregoraci low cost: como casar com a elisabetta gregoraci sem se ser o dono do renault F1 team."

Estes livrinhos que ensinam a fazer coisas rapidinho eu acho que são muito úteis. Pensava que tornar-se riquíssimo era algo difícil e afinal é canja.

Estou cheio de optimismo!

A vida é linda, especialmente para nos que estamos a caminho de tornarmo-nos ríquissimos em poucos dias!

Obrigado, John Demartini, quando comprar o Porsche não me vou esquecer de ti e dos teus conselhos, amigo.


:

publicado por Il Conte às 20:29
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|

Domingo, 29 de Junho de 2008
Caballeros

No que respeita a península ibérica eu desde sempre amei Portugal e os Portugueses e desde sempre tive uma enorme indiferença com espanha e com os espanhois. Com Portugal foi um amor desse de primeiro olhar, desci de um comboio em Santa Apolónia, em 1986 e pronto, fiquei logo encantado, fui para o Castelo de São Jorge e vi que essa cidade ali aos meus pés era lindíssima e percebi logo que amava esse pais, e hoje, depois de 22 anos, amo Portugal ainda mais, estive varias vezes e amei cada vez mais. Também estive varias vezes na espanha mas nunca cheguei a ama-la. As ultimas duas vezes que fui para espanha nem foi por minha escolha, em 2002 ou 2003 , já nem me lembro, foi por motivos de trabalho, em Castellon de la Plana e a ultima vez em 2007, foi com a minha ex mulher que ao contrario de mim gostava, em Barcelona. A mim a espanha não me diz nada. Sim ,a economia espanhola vai de vento em popa, ok, esta a correr bem, mas simplesmente não gosto. Não gosto de ver becos e ruelas que tem três ou quatro séculos de historia destruidos em poucos dias para se construir avenidas modernas e prédios modernos, em Barcelona venderam a sua historia ao progresso, abaixo tudo o que é antigo e espaço para tudo o que é moderno.

Eu pessoalmente não concordo. E depois os espanhois são sempre tão interesseiros...

Em fim, dei a esse pais varias chances de me conquistar mas nunca conseguiu, alias, com o tempo gosto sempre menos. Ultimamente os espanhois começaram também a acusarem a Itália de fascismo e de racismo e esta interferência na politica do meu pais também aos meus olhos é insuportável. Leio em outros blogues de muitos que seriam fascinados com a espanha e com os espanhois e fico sempre curioso, tentando perceber (sem conseguir!) como possam gostar tanto. Mas o mundo é lindo porque é vario. E também nos os Italianos temos imensos inimigos, todos com essa historia sem sentido que nos seriamos uns fascistas racistas...não faz mal, para falar de fascismo, como muito bem dizia o Mussolini: muitos inimigos, muita honra.

Mas esta noite é a noite da espanha, podem festejar.

Eu reconheço a vitoria destes Caballeros e deixo-lhes os meus parabéns.

Não gosto de espanhois, não vou gastar o meu dinheiro comprando um seat ou passando as ferias na espanha, mas a nível desportivo hoje dou-lhes os parabéns.

Custa, mas tem que ser.

BRAVI !

ADIOS, CABALLEROS...

 


:
Assuntos: ,

publicado por Il Conte às 22:15
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|

Estados Unidos da Europa? Não obrigado.

 

Que ninguém confunda a seda com o algodão! Estados Unidos da Europa? Não, não obrigado, já estou a sentir-me mal pelo nojo...

 

 

Em rapaz  namorei com uma rapariga Irlandesa, com uma Austríaca, com uma Dinamarquesa, acreditava imenso na Europa, nos meus 20 anos! Agora já não tenho idade para ir por ai a namorar com toda a saia estrangeira que houver (infelizmente os aninhos vão passando), queria simplesmente uma esposa Portuguesinha e pronto, já não estou interessado em outras europeias.

Eu, quando olho para o meu passaportinho italiano e leio: Unione Europea e mais abaixo Repubblica Italiana, fico com saudades dos tempos em que essa escrita "união europeia" nem aparecia nos passaportes comunitários e também lembro de quando aparecia, mas colocada baixo o nome do país. Agora aparece em primeiro lugar...União Europeia...

Bah!

Temos assim tão poucos em comum!

No continente americano falam-se quatro línguas, em ordem de importância: inglês,espanhol,português e francês. No continente Europeu quantas Línguas se falam?

Somente na espanha falam-se quatro! Castelhano, Catalão,Basco e Galego.

O que teriam a ver um dinamarquês, um português e um grego?

Politicamente nem estou contra uma aliança, uma união comercial é útil para termos mais importância no mundo, como europeus, standards comuns também ajudam, com níveis mínimos de qualidade para os produtos serem vendidos, tudo o que tem a ver com a qualidade, a segurança e os interesses comerciais tem importância, agora, fazer uma sopa geral da Europa e fazer que a Europa chegue a ser algo de indistinto como os Estados Unidos da América, isso é outra questão!

Eu não quero os Estados Unidos da Europa!

Eu não quero que um romeno ou um búlgaro cheguem a ser meus "nacionais" votando e escolhendo sobre matérias importantes para mim.

Eu acho que a Europa devia dar passos para trás.

Temos demais "Europa" !

Chega!

Eu não sou "europeu", sou Italiano eu!

Os burocratas, em Bruxelas, vendem o nosso futuro, já querem a Turquia na união europeia, há parvos que falam em Israel...bah...já estou com dores de fígado, eu não tenho nada nem contra Turquia nem contra Israel mas agora, na Europa...mah...

Os Irlandeses tiveram a possibilidade de dizer o que pensavam.

Disseram que querem menos Europa.

Claro ! Mas era de esperar!

Não é que os outros queiram mais! Simplesmente não tiveram referendo!

Na Itália, com os problemas que temos devidos à imigração, com certeza ao menos 85% dos Italianos,  escolhiam igualzinho como os Irlandeses fizeram.

Sim à Europa de Levanto livre ocidental e cristã, não à Europa de Bruxelas e de Shengen.

 

 


:

publicado por Il Conte às 10:00
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Sábado, 28 de Junho de 2008
The Invaders

 

 

   
   
   

 

Antigamente nas casas italianas podiam encontrar-se avisos a dizer que os donos da casa não estavam para ficarem chateados pelas testemunhas de jeová, agora os cartazes ficaram actualizados:

  • não testemunhas de jeová
  • não extracomunitários
  • não ciganos

:

publicado por Il Conte às 21:40
link do post | comentar | favorito
|

Infelizmente vão mudar de ideia...

Hoje estava eu de passeio no centro da cidade onde vivo, Parma , uma cidade linda e abastada no norte da Itália, mulheres muito elegantes, dinheiro, boa comida (em Parma há a fabrica da BARILLA, o maior produtor de massa italiana , faz-se o Presunto de Parma, melhor presunto italiano e o queijo "Parmigiano" - parmezan ), mas enquanto andava por ai passeando ouvia em podcast pelo I-pod umas transmissões duma radio portuguesa da semana passada, costumo ouvir as transmissões radiofónicas portuguesas quer porque isso ajuda a aprender melhor a Língua, quer porque gosto de saber o que acontece em Portugal e nos outros países lusófonos. Na transmissão que ouvi hoje falaram do problema imigração e estavam todos muito escandalizados com as politicas de outros países europeus que estão a lutarem duramente contra os imigrados. Também falaram do meu país, que foi pintado como uma espécie de Terceiro Reich com o Berlusconi que seria algo parecido com Hitler e os Italianos um povo de assassinos sem civilização que queria queimar os ciganos. Eu fiquei magoado em ouvir que o meu pais tem essa imagem no estrangeiro, mas fico 100% ao lado do meu governo na guerra contra os imigrados ilegais. Mas ao ouvir esses discursos pelos Portugueses não fiquei zangado com eles, pelos ataques ao meu pais e pelas acusações de racismo e de xenofobia, de fascismo etc. e sim fiquei muito preocupado por Portugal e pelos Portugueses. O que acontece e que os Portugueses falam agora, em 2008, como falávamos nos os Italianos em 2004 ou 2005, é que em Portugal há uns 10.000 romenos, a situação é bastante tranquila, ninguém preocupa-se demasiado com os imigrados, e então, os outros, seriam racistas e fascistas porque querem introduzir mais controlos, repatriamentos, medidas muito duras para enfrentar a invasão. Agora quero desejar uma coisa, aos Portugueses e a Portugal, e desejo-a de coração, queria desejar aos Portugueses que possam continuarem a atacarem e a criticarem o Governo Italiano durante muitos anos, chamando-nos de fascistas e xenófobas, eu não me importo, que continuem achando que somos todos uns assassinos cruéis que querem queimar mulheres e crianças, eu não me importo, desejo que fique tudo assim, em Portugal, durante muitos anos, e se os Portugueses acharem que o Berlusconi é uma espécie de Hitler, paciência.

Isto é o que eu desejo a Portugal e aos Portugueses, desejo isto porque quero bem aos Portugueses e à sua terra. Mas infelizmente receio que não vai ser assim...infelizmente receio que vão mudar de ideia...cedo , expulsos por países como Itália ou Inglaterra, muitos imigrados vão escolher Portugal como destino. Hoje na Itália temos 650.000 romenos, dos quais 300.000 chegaram no ano de 2007, ainda que agora a imigração desde romenia está a baixar imenso porque os romenos são odiados aqui, em Portugal devem ser uns 10.000....ok....mas infelizmente vão chegar, como uma vaga vão chegar.

E então aos poucos raparigas assaltadas na rua...crianças raptadas, assaltos a vivendas, etc. etc. etc. e  todos esses jornalistas, que agora acham que eles seriam democráticos e civilizados enquanto os Italianos uns fascistas violentos, é capaz que vão mudar de ideia.

E se continuarmos assim, em menos de 5 anos, os Portugueses vão pedir ao Governo Português o que os Italianos já pedem ao Governo Italiano agora. O governo precedente, comunista, não quis ouvir o que pediam as famílias italianas, isto é. segurança para pessoas idosas, para raparigas, mulheres e crianças, e continuaram tranquilos a ocuparem-se de filosofia pensando em maneiras sempre mais democráticas e civilizadas de organizarem o acolhimento dos imigrados. Mas o crime descolou, o terror começou a percorrer o pais e os Italianos nas últimas eleições deram um sinal claro do que pensavam, os comunistas e as suas politicas de acolhimento tiveram a maior derrota dos últimos 60 anos. Para casa! Todos!

Temos 60.000.000 de pessoas na Itália e temos entre eles 9.000.000 de pobres nacionais.

Não precisamos de importar mais pobreza de todos os continentes.

Nos não podemos e não queremos salvar o mundo.

Queríamos cuidar mais da nossa gente, dos nossos velhos.

Antes de pensarem em dar acolhimento a alguém que queria imigrar de outro continente, vejam-lá se por acaso o  vizinho de casa não esta a precisar de ajuda.

Europa aos Europeus.

Menos Europa de Shengen, mais Europa de Levanto.

É pena que seja assim...

Pela radio portuguesa ouvi dizer que a "esmagadora maioria dos imigrados portam-se bem", mas deve haver gato aqui, porque as estadísticas dos crimes e dos presos nas cadeias dão dados diferentes. Eu sei que francamente não se pode falar de "esmagadora" maioria de pessoas que se portariam bem, entre os imigrados. "Esmagadora" essa tal maioria não me parece ser nada, e já nem sei se podemos falar de "maioria" . Com certeza podemos quando falamos de imigrados argentinos, brasileiros, indianos, paquistaneses ou da África sob saariana, agora, no que respeita romenos, búlgaros e islâmicos francamente isso que a maioria deles respeitariam as leis sem cometerem crimes e integrando-se nos países de acolhimento a mim parece-me uma enorme ilusão.

Não vamos ser nos os Italianos a conseguir tirar as ilusões aos políticos de espanha e de Portugal, cada pais tem que seguir no seu caminho sem interferências alheias, mas como eu por mim tenho um carinho para Portugal não me sinto nada tranquilo a ouvir esses discursos pelas rádios portuguesas. Hoje é o momento para pensar em quantos imigrados podem ser acolhidos num pais pequenino como Portugal, daqui a 5 anos, com 1.000.000 de estrangeiros a verterem-se nesse pequeno pais ...depois podia ser tarde.

Lembram-se dos "retornados" ?

Que chegaram em quantidade em poucos meses?

Eram Portugueses....eram cidadãos...tinham todo o direito de voltar na sua pátria, e mesmo assim os problemas para integra-los foram muitos e difíceis de resolver, e todos falavam português e tinham um mentalidade bem portuguesinha. Agora pensem em 1.000.000 de pessoas que não têm praticamente nada a ver convosco...

Continuem criticando a dureza de outros governos europeus, é a politica e está no vosso direito, como Portugueses, de terem ideias diferentes...mas não pensem que vão ficar tranquilos ainda por muitos anos...

A grande vaga dos invasores já corre rápida como um maremoto rumo a Portugal...


:

publicado por Il Conte às 18:35
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|

Me cago en el amor.

 

 Na foto Tonino Carotone (Argentina)

 

È un mondo difficile

è vita intensa

felicità a momenti

e futuro incerto

il fuoco e l'acqua

concerto e calma

sonata di vento

nostra piccola vita

e nostro grande cuore

 

aqui para o vídeo desta canção no youtube

 



:

publicado por Il Conte às 08:08
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|

Sexta-feira, 27 de Junho de 2008
Medidas de segurança contra os ciganos romenos.

O Governo Italiano do Berlusconi está a trabalhar muito e bem para ganhar a guerra contra a violência dos imigrados ilegais. A Unicef já fez as suas protestas mas o Governo Italiano tenciona seguir para frente, justamente aqui quem manda é o Governo nacional e as instituições internacionais deviam pensar no Mugabe, em vez de chatear a Itália com acusas ridículas de racismo e xenofobia cada dia. Não passa dia sem que qualquer burocrata estrangeiro não chateie com acusas inventadas de racismo e fascismo. Depois de dois anos de comunistas nos quais a Itália tinha-se tornado o paraíso dos criminosos extracomunitários e neocomunitarios , o Governo actual, conservador e nacionalista , apoiado por um consenso popular enorme está a ganhar muitas batalhas na guerra contra a violência dos imigrados ilegais e se continuarmos assim acho que vamos ver voltar a ordem e o direito nas nossas cidades, e se muitos criminosos estrangeiros não ficarem mais à vontade aqui e escolherem mudar para outros países europeus (como França, que tem o Jus Solis e tem passaportes para cães e porcos, ou espanha, com o zapatero nada racista e amigo deles, melhor. Só tenho esperança que não se mudem para Portugal, assim podia ir lá de ferias, agora em Portugal vivem 10.000 romenos e pode-se muito bem ir lá de ferias, mas se lá estivessem 650.000 romenos como há aqui, acho que era bem diferente, já não podia ir lá de ferias. Ouvi dizer que há imigrados romenos na Madeira e nos Açores, qualquer dia vão aparecer também em Timor Leste ou em Moçambique...

Vamos ver agora as medidas introduzidas a partir de 30 de Maio e que vão ser imediatamente tomadas para avançarmos na guerra contra os criminosos estrangeiros, sejam eles legais (romenos e búlgaros imigrados  graças ao acordo de shengen e ao alargamento da UE) ou ilegais (extracomunitários imigrados ilegalmente).

  • Vão ser tomadas impressões digitais e fotógrafias policiais a todos os meninos estrangeiros que vivem em campos de ciganos romenos, pois muitos deles estão sem documentos, vivem sujos sem agua corrente entre o lixo e nos nem sabemos quem são, então agora vamos identifica-los: todos!
  • As crianças, ainda que estrangeiras e imigradas ilegais têm os seus direitos próprios de serem crianças e não podem partilhar os seus espaços com os ratos, assim esses pais que continuarem obrigando as suas crianças a viverem entre os ratos nos campos, sem irem à escola, e sim roubando e procurando esmola, esses pais que não respeitam os direitos dos seus filhos podem perder os próprios filhos que iriam para os cuidados do Estado.
  • Os Prefeitos do Governo em cada distrito do pais terão que controlar todos os campos dos ciganos romenos individuando campos não autorizados, durante estes controlos será preciso verificar a identidade de TODOS esses encontrados a viverem nos campos.
  • A Policia vai entrar em acção no caso de pessoas que já receberam pelos juízes ordens de expulsão para organizar repatriamentos.
  • Para lidar com menores será possível pedir a ajuda da Cruz Vermelha Italiana.
  • Os campos ilegais irão ser destruídos.
  • O comercio ilegal não será permitido.

:

publicado por Il Conte às 22:14
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|

C'è chi dice no.

 

 

 

Foto tirada na romenia? Não, em Roma, na Casilina.  

 

 


 

 

 


:

publicado por Il Conte às 20:54
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 26 de Junho de 2008
Ti scatterò una foto

 

Tiziano Ferro

Ti scatterò una foto

Ricorderò e comunque anche se non vorrai
Ti sposerò perché non te l' ho detto mai
Come fa male cercare , trovarti poco dopo
E nell' ansia che ti perdo ti scatterò una foto…
Ti scatterò una foto…

Ricorderò e comunque e so che non vorrai
Ti chiamerò perché tanto non risponderai
Come fa ridere adesso pensarti come a un gioco
E capendo che ti ho perso
Ti scatto un' altra foto

Perché piccola potresti andartene dalle mie mani
Ed i giorni da prima lontani saranno anni

E ti scorderai di me
Quando piove i profili e le case ricordano te
E sarà bellissimo
Perché gioia e dolore han lo stesso sapore con te
Vorrei soltanto che la notte ora velocemente andasse
E tutto ciò che hai di me di colpo non tornasse
E voglio amore e tutte le attenzioni che sai dare
E voglio indifferenza semmai mi vorrai ferire

E riconobbi il tuo sguardo in quello di un passante
Ma pure avendoti qui ti sentirei distante
Cosa può significare sentirsi piccolo
Quando sei il più grande sogno il più grande incubo

Siamo figli di mondi diversi una sola memoria
Che cancella e disegna distratta la stessa storia

E ti scorderai di me
Quando piove i profili e le case ricordano te
E sarà bellissimo
Perché gioia e dolore han lo stesso sapore con te
Vorrei soltanto che la notte ora velocemente andasse
E tutto ciò che hai di me di colpo non tornasse
E voglio amore e tutte le attenzioni che sai dare
E voglio indifferenza semmai mi vorrai ferire

Non basta più il ricordo
Ora voglio il tuo ritorno…
E sarà bellissimo
Perché gioia e dolore han lo stesso sapore
Lo stesso sapore con te
Io Vorrei soltanto che la notte ora velocemente andasse
E tutto ciò che hai di me di colpo non tornasse
E voglio amore e tutte le attenzioni che sai dare
E voglio indifferenza semmai mi vorrai ferire
E voglio indifferenza semmai mi vorrai ferire…

Ligabue

Ho messo via

Ho messo via un pò di rumore
dicono così si fa nel comodino c'è una mina
e tonsille da seimila watt.
Ho messo via i rimpiattini
dicono non ho l'età
se si voltano un momomento
io ci rigioco perchè a me... va.
Ho messo via un pò di illusioni
che prima o poi basta così
ne ho messe via due o tre cartoni
comunque so che sono lì.
Ho messo via un pò di consigli
dicono è più facile
li ho messi via perchè a sbagliare
sono bravissimo da me.
Mi sto facendo un pò di posto
e che mi aspetto chi lo sa
che posto vuoto ce n'è stato ce n'è ce ne sarà.
Ho messo via un bel pò di cose
ma non mi spiego mai il perchè
io non riesca a metter via te
Ho messo via un pò di legnate
i segni quelli non si può
che non è il male nè la botta
ma purtroppo il livido.
Ho messo via un bel pò di foto
che prenderanno polvere
sia su rimorsi che rimpianti
che rancori e sui perchè
Mi sto facendo un pò di posto
e che mi aspetto chi lo sa
che posto vuoto ce n'è stato ce n'è ce ne sarà.
Ho messo via un bel pò di cose
ma non mi spiego mai il perchè
io non riesca a metter via te
In queste scarpe
e su questa terra che dondola
dondola dondola dondola
con il conforto di
un cielo che resta lì
Mi sto facendo un pò di posto
e che mi aspetto chi lo sa
che posto vuoto ce n'è stato ce n'è ce ne sarà.
Ho messo via un bel pò di cose
ma non mi spiego mai il perchè
io non riesca a metter via
riesca a metter via,
riesca a metter via t

 

 

O assunto dos cadeados do amor da Ponte Milvo já foi tratado neste blogue, podes encontrar na pesquisa do blogue procurando "cadeados do amor".


:

publicado por Il Conte às 23:04
link do post | comentar | favorito
|

Borlas perigosas: 1) "gelado" 2) "tijolo".

Com os imigrados extracomunitários e neocomunitários que cada dia  chegam nos paises europeus e andam por ai procurando uma maneira qualquer de arranjarem dinheiro apareceram  novas borlas  nas cidades europeias,  geralmente feitas por pessoas imigradas de países da Europa de leste. Entre muitas, hoje quero lembrar duas, que são muito frequentes na Itália mas sem duvida vão aparecer logo também em Portugal, levadas por albaneses ou romenos.

As vitimas são geralmente pessoas idosas, se tu és uma pessoa com menos de 65 anos podes ficar bastante tranquilo, mas avisa os teus pais e/ou os teus avos para terem cuidado.

Eis aqui as borlas do momento:

1) Gelado

Uma pessoa muito bem vestida e calçada, elegante, asseadinha, limpinha, mas com sotaque de leste fingindo que foi por descuido verte o gelado na tua camisola e deixa-te uma mancha enorme de gelado, depois pega num lenço e tenta limpar-te ,esfregando bem na mancha, mas enquanto tu ficas ali distraído e chateado com isso ele (ou ela) aproveita para tirar-te a carteira. Se isso acontecer começa logo a gritar pedindo socorro e não te deixes tocar, afasta a pessoa de ti com decisão.

2) Computador portátil

Uma pessoa, frequentemente uma mulher jovem com cara de boa moça, muito bem vestida, asseadinha e muito gentil, mas com sotaque de leste de Europa aparece na tua casa pela manha, quando o teu filho/ neto está na escola/ faculdade e diz que veio para entregar o computador portátil encomendado pelo jovem, diz que já recebeu 200 ou 300 euros no dia da encomenda mas faltam mais 500 euros por pagar. Claro que dentro do embrulho não há nenhum computador e sim um tijolo. Diz simplesmente que lhe das 5 segundos para desaparecer senão partias esse tijolo na cabeça dela / dele.


:

publicado por Il Conte às 21:54
link do post | comentar | favorito
|

arquivos

Outubro 2010

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

recentes

Terrinha

Countdown

Dia insonso

Às veses eles voltam....

Onore e Gloria

Dois novos amigos

Português levanta o cú do...

Salvar Portugal

Boa vida

Uma vida muito real.

Assuntos

a.o.i.

aborrecimento

acordo ortográfico

aktion t4

amizade

amor

anjo mudo

appena prima di partire

arquitectura fascista

asmara

beppino englaro

berlusconi

blackberry

blog

brasil

brasileiros

cacao meravigliao

camões

caprichos

carro

carros

cersaie

cesare battisti

chatice

codigo ladrões romenos

criminalidade

criminosos romenos

crise

democracia

desejo

dinheiro

direito à vida

duce

eluana

eluana englaro

emprego

emprego portuguesinho

eritreia

europa

europa de lepanto

eutanasia

ezra pound

fascismo

federico moccia

felicidade

ferias

flaminio maphia

forças armadas

fragmentos discurso amoroso

futebol

gratidão

hammarberg acorda!

hitler

ho voglia di te

homem estupido

humor

ilusões

imigração sem travões

italia

italia aos italianos

l'aquila

lula

luta à anarquia

luta à criminalidade estrangeira

maluquice

mara carfagna

mulher

mulheres

musica

musica italiana

nautica

officina del tempo

papagaios

perigo imigração

perigo imigrados

perigo romenos

ple

portugal

português língua estrangeira

problema criminalidade

problema romenos

problemas imigrados

racismo

relógios

relogios

rolex

romenos

saudade

saudades

segurança

sonhos

stronza

terrinha

tiziano ferro

trabalho

vida

violencia

violencia contra as mulheres

zero assoluto

todas as tags

links
feeds
pesquisar