Um espaço italianinho e maluco
Sexta-feira, 27 de Março de 2009
Agora chega com este terrorismo psicologico !!!

Continuo a ouvir falar de crise, crise, crise...

Francamente não percebo tanto desespero. Os nossos avós, depois do fim da segunda guerra mondial, não passavam os dias a queixarem-se da crise, nem pensavam que houvesse crise, muitos deles tinham perdido tudo, mas simplesmente trabalharam e voltaram a construir, alguns nos seus paises, outros emigrando, hoje, só por termos de acabar com uns desperdicios inutéis passamos o tempo em queixas , já não se podem ler os jornais nem ver televisão, parece que estejamos à beira do fim do mundo.

Quanto terrorismo psicologico inutil !!!

Só ganham os medias, com este terrorismo sem sentido, mas não ganham comigo, que parei de comprar diarios e de  ver televisão, vivo mais sossegado, poupo dinheiro, e só voltarei a acompanhar os medias quando pararem com o terrorismo e começarem a falar em soluções em vez que em problemas.

Os joguinhos financeiros acabaram, lamento pelos financeiros judeus de wall street...

Por enquanto a mim esta crise parece-me uma grande benção, mostra ao mundo que os Estados Unidos já não podem estar na frente a conduzirem o planeta sozinhos, agora a Europa e o resto do mundo vão ganhar mais importancia e poder e isso é bom.

Nos Estados Unidos muitos começaram a viverem acampados, à beira dos rios, como os ciganos de leste europa que imigram na Itália ou em Portugal, no Japão muitas pessoas suicidaram-se depois de terem perdido o emprego, pois eles , os Japoneses, não sabem enfrentar psicologicamente bem como nós derrotas e humiliações, os Ingleses, que quiseram sempre serem tão orgulhosos com o seu pound, agora andam arrependidissimos por estarem fora do euro, com a sua moeda a perder imenso valor nos cambios.

Portugal, a Itália, e outros paises, também tiveram que abrandar um bocado com os gastos e com os luxos, mas, relativamente, muito menos do que aconteceu nos Estados Unidos, no Japão ou na Inglaterra, em outras palavras, estes tempos andam enfraquecendo um bocado paises como Portugal ou a Itália, mas andam enfraquecendo relativamente muito mais Estados Unidos, Inglaterra ou Japão.

Mors tua vita mea.

Quando a tempestade passar, e vai passar, vai voltar a bonança, e o mundo vai ficar com Portugal , a Itália e alguns outros paises europeus relativamente mais fortes, com mais poder sobre os outros.

Repito: no longo prazo estes tempos de purificação vão ajudar quer Portugal quer a Itália.

Daqui a uns meses vão ver que tenho razão.

Portugueses, Italianos, fiquem descansados, não vão morrer de fome ou de frio como numa novela do Charles Dickens, não em Portigal ou na Itália.

Dedico a todos esses que continuam semeando derrotismo uma canção do Leone di Lernia:

 


:

publicado por Il Conte às 13:37
link do post | comentar | favorito
|

4 comentários:
De Diego a 28 de Março de 2009 às 00:15
isso é abobrinha assada?


De Il Conte a 28 de Março de 2009 às 13:41
não sei responder, porque não percebi qual o sentido dessa expressão "abobrinha assada" : é algo bem brasileiro ?
bem, eu só posso dizer que na europa e nos estados unidos os medias , diarios, televisões , etc. andam fazendo ricos negocios semeando inutilmente o panico com esta questão da crise. Andamos em tempos menos ricos do recente passado, mas não é o fim do mundo, a economia italiana, por exemplo, vai prder 3,5 %, não me parece que seja o fim ! Há paises, como a Argentina, por exemplo, que perderam até 30% num ano, e continuam ali, quer dizer, acho que europeus e norteamericanos são demasiado queixinhas, comparados com latinoamericanos, africanos, ou asiaticos, que estão mais acostumados a fazerem sacrificios sem se queixarem tanto, e fazem sacrificios bem maiores!!!


De Pâmelli a 29 de Março de 2009 às 18:56
Mudando de assunto, Conte...
Já comprou uma namorada para o papagaio?
Não tenho dormido direito só de pensar que o bichinho continua deprimido...:-)) Já é triste o fato dele morar em uma gaiola...:-(
E pensar que tanta gente que está solta por aí , deveria mais é estar no XADREZ!
Pâmelli.


De Il Conte a 29 de Março de 2009 às 19:39
Não, mas comprei-lhe um amiguinho, um outro papagaio que na Itália chamamos de "papagaio-monge", mas fica numa outra gaiola, claro. O papagaio monde na natureza vive na america latina, também no Brasil, e é esquisito porque faz ninhos comunitarios, é um papagaio quase comunista!!! Eles fazem ninhos enormes que chegam a 200 quilos e onde vivem muitos pares, mas cada um tem o seu quartinho e a sua propria entrada , uma especie de ninho-hotel. O que comprei é muito simpatico, deixa-se acariciar, come pelas minhas mãos, bem se vê que é de origem latinoamericana a especie, o Rosela de Pennant, que é australiano de origem, é muito mais desconfiado, não se deixa tocar, afasta-se, é mais antipatico!


Comentar post

arquivos

Outubro 2010

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

recentes

Terrinha

Countdown

Dia insonso

Às veses eles voltam....

Onore e Gloria

Dois novos amigos

Português levanta o cú do...

Salvar Portugal

Boa vida

Uma vida muito real.

Assuntos

a.o.i.

aborrecimento

acordo ortográfico

aktion t4

amizade

amor

anjo mudo

appena prima di partire

arquitectura fascista

asmara

beppino englaro

berlusconi

blackberry

blog

brasil

brasileiros

cacao meravigliao

camões

caprichos

carro

carros

cersaie

cesare battisti

chatice

codigo ladrões romenos

criminalidade

criminosos romenos

crise

democracia

desejo

dinheiro

direito à vida

duce

eluana

eluana englaro

emprego

emprego portuguesinho

eritreia

europa

europa de lepanto

eutanasia

ezra pound

fascismo

federico moccia

felicidade

ferias

flaminio maphia

forças armadas

fragmentos discurso amoroso

futebol

gratidão

hammarberg acorda!

hitler

ho voglia di te

homem estupido

humor

ilusões

imigração sem travões

italia

italia aos italianos

l'aquila

lula

luta à anarquia

luta à criminalidade estrangeira

maluquice

mara carfagna

mulher

mulheres

musica

musica italiana

nautica

officina del tempo

papagaios

perigo imigração

perigo imigrados

perigo romenos

ple

portugal

português língua estrangeira

problema criminalidade

problema romenos

problemas imigrados

racismo

relógios

relogios

rolex

romenos

saudade

saudades

segurança

sonhos

stronza

terrinha

tiziano ferro

trabalho

vida

violencia

violencia contra as mulheres

zero assoluto

todas as tags

links
feeds
pesquisar