Um espaço italianinho e maluco
Sábado, 14 de Março de 2009
Uma volta de scooter.

 

Hoje estava um belo dia de sol e assim, como é sabado, depois do almoço veio-me à cabeça a ideia maluca de ir tomar um cafezinho à beira do lago de Campotosto de scooter!!! Maluquice mesmo porque ainda estaria frio para se ir de scooter até Campotosto, mas pronto, fui igualmente, apanhei imenso frio mas gostei!!! O lago de Campotosto fica a 40 quilometros de L'Aquila, e a 1.400 metros sobre o mar. Como L'Aquila fica a 721 metros , coitadinho do meu scooter, ele é so 125 cc e para lá chegar é tudo uma serie de curvas a subir. Mas o scooter portou-se bem, chega a uma velocidade maxima de 95 quilometros /hora na planicie, mas nas subidas mal chega aos 60/70 , e como é tudo uma curva nas encostas das montanhas levei uma hora para chegar lá de scooter. Para voltar fui mais rtapoidinho, pois na descida o scooter já corre mais, mas sempre fica o problema das curvas e dos animais, quase que fui bater contra uns cavalos que encontrei à solta no meio da estrada!!! O meu scooter é um Piaggio Skipper 125, e, claro, só podia ser preto!!!
Apesar de estarmos já em meados de Março encontrei o lago ainda gelado. Nas montanhas ainda há neve. É um lugar duro para viver, fica a 40 quilometros de L'Aquila, completamente perdido nas montanhas, há somente uma linha de autocarro que liga a Vila de Campotosto com L'Aquila, de Campotosto pode-se ir para L'Aquila de manha e voltar à vila à tarde, desde L'Aquila pode-se chegar até Campotosto de autocarro mas depois era preciso passar a noite lá, pois só há um autocarro que vai para Campotosto à tarde e volta para L'Aquila na manha seguinte. Não é facil viver alí, mas vive-se bem, na natureza, entre os animais, sem barulho nem poluição. Eu se tivesse de que viver lá, não me importava de viver ali.
A praça de Campotosto, com a Camara Municipal e a Igreja. O problema das casas de Campotosto são os altos custos de aquecimento e d manutenção, pois o gelo faz imensos prejuizos nos predios.
Umas distancias: Tottea ficaria a 3 horas e 55 minutos de caminho, Paladini e Cesacastina a uma hora e quarenta a cavalo.

Em Campotosto tomei um cafezinho mas não foi no Bar La Tana del Lupo, foi noutro. Nesse ai , La Tana del Lupo, que fica mesmo na Praça da Vila, há uns anos tinha passado uma parte duma tarde de inverno a conversar com a Portuguesa numero 1.Estava um frio de rachar (para mudar!!!) e assim a gente foi procurar abrigo nesse café, ficando ali numa mesa a aquecer os ossos. A Portuguesa numero 1 pedindo num italiano absurdo e divertido que lhe dessem para acender o cigarro. Hoje fiquei um instante a olhar para esse bar, mas depois tive medo de ficar assaltado pelas saudades da numero 1 e então fui beber o cafezinho num outro. Foi bom ter dado uma volta de scooter, umas horas sozinho nas montanhas que amo da minha terrinha, com aquele vento gelado na cara, sozinho com os meus pensamentos, as estradas vazias...espaço e tempo para estar a sos comigo com os meus pensamentos.

Conselho:

Triste? Pega ali num scooter ou numa mota e vai dar uma volta nas montanhas. Eu sei, as montanhas de Portugal não são assim tão lindas como as italianas, mas também nem são feias. E Piodão, por exemplo, também está perdido no nada, como Campotosto...Boa viagem



publicado por Il Conte às 18:54
link do post | comentar | favorito
|

arquivos

Outubro 2010

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

recentes

Terrinha

Countdown

Dia insonso

Às veses eles voltam....

Onore e Gloria

Dois novos amigos

Português levanta o cú do...

Salvar Portugal

Boa vida

Uma vida muito real.

Assuntos

a.o.i.

aborrecimento

acordo ortográfico

aktion t4

amizade

amor

anjo mudo

appena prima di partire

arquitectura fascista

asmara

beppino englaro

berlusconi

blackberry

blog

brasil

brasileiros

cacao meravigliao

camões

caprichos

carro

carros

cersaie

cesare battisti

chatice

codigo ladrões romenos

criminalidade

criminosos romenos

crise

democracia

desejo

dinheiro

direito à vida

duce

eluana

eluana englaro

emprego

emprego portuguesinho

eritreia

europa

europa de lepanto

eutanasia

ezra pound

fascismo

federico moccia

felicidade

ferias

flaminio maphia

forças armadas

fragmentos discurso amoroso

futebol

gratidão

hammarberg acorda!

hitler

ho voglia di te

homem estupido

humor

ilusões

imigração sem travões

italia

italia aos italianos

l'aquila

lula

luta à anarquia

luta à criminalidade estrangeira

maluquice

mara carfagna

mulher

mulheres

musica

musica italiana

nautica

officina del tempo

papagaios

perigo imigração

perigo imigrados

perigo romenos

ple

portugal

português língua estrangeira

problema criminalidade

problema romenos

problemas imigrados

racismo

relógios

relogios

rolex

romenos

saudade

saudades

segurança

sonhos

stronza

terrinha

tiziano ferro

trabalho

vida

violencia

violencia contra as mulheres

zero assoluto

todas as tags

links
feeds
pesquisar