Um espaço italianinho e maluco
Sábado, 21 de Fevereiro de 2009
Tonetó

Hoje fui dar uma volta até Roma a procura dum livro que não tinha encontrado nas livrarias de L'Aquila. Como não tinha vontade de conduzir fui de autocarro e assim enquanto viajava aproveitei para estudar um bocadinho a minha gramática da língua portuguesa. De autocarro a viagem de L'Aquila até Roma demora uma hora e meia (de carro uma hora), são 100 quilómetros de auto-estrada. Depois mudei de ideia e não comprei nada na livraria de Roma.

Mas quando cheguei em L'Aquila deu-me assim, sabe-se lá como , de satisfazer um capricho: adoro papagaios, resolvi comprar um. Já tinha tido na vida outros papagaios, um de origem latino-americana e outros dois de origem africana, este que comprei hoje é um papagaio de origem australiana, o nome da espécie é Platycercus eximius, conhecido mais simplesmente como "Rosela", os outros que tive foram verde (o latino-americano) e azuis (os dois africanos), enquanto este é vermelho. Nossa, quanto assobia!!! Está sempre a assobiar, mas é um assobio agradável, nada a ver com o Conuro da Patagonia que tive e que gritava de maneira absurda e ensurdecedora, este tem um assobio agradável para o ouvido humano, e parece também mais calminho, não é furioso ou nervoso como os que já tive. Depois por motivos de trabalho e de mudanças de casas tive que dar a outras pessoas os meus velho papagaios, um vendi a uma loja de animais, os dois africanos dei a uma colega da minha ex esposa por nada, mas oxalá este consiga viver largos anos comigo. Os papagaios vivem muitos anos, são animais que podem viver até mais de um ser humano. Estou a gostar deste meu novo amigo, é bom ouvi-lo assobiar em casa, e gosto quando me fita misteriosamente, curioso. Estes não seriam tempos para caprichos, com esta crise económica que aperta, mas não soube resistir...e depois últimamente tenho levado uma vidinha poupadinha sem luxos inúteis portanto acho que bem mereço gastar um bocadinho de dinheiro comigo.

Enquanto teclo lá está o papagaio a fitar-me, calminho.

Que grande diferença com os outros que já tive, tão nervosos e antipáticos!!!

Acho que se Deus quiser, com este aqui podia ser bom amigo, acho que nos vamos dar bem, ao menos esta é a primeira impressão de hoje, ele chegou na minha casa há poucas horas. Parece estar à vontade, come a frutinha e as sementes, assobia tranquilo, parece gostar da nova casa dele.

Por ele escolhi um nome em dialecto da terrinha, uma palavra 100% aquilana, que só se utiliza mesmo aqui em L'Aquila e não fica percebida a mais de 30 quilómetros daqui : "Tonetó"

Tonetó, em dialecto aquilano diz-se dum sujeito que tem uma voz cava, cavernosa.

Na verdade o papagaio nem tem uma voz assim tão cavernosa como isso, alias o assobio dele é agradável, mas acho engraçada a palavrinha em dialecto e portanto fica-lhe esse nome:

TONETÓ.


:
música: O assobio do Tonetó

publicado por Il Conte às 21:33
link do post | comentar | favorito
|

2 comentários:
De Pâmelli a 23 de Fevereiro de 2009 às 16:37
Lindas cores as do seu Tonetó!
Já lhe ensinou algumas coisas em português?
Suponho que ele será bilíngue...:-)
E que bom que é um bicho calminho...



De Il Conte a 23 de Fevereiro de 2009 às 17:53
É muito calminho, muito limpinho e frugal, é bomzinho e tem um assobio agradavel, gosto ,muito dele.


Comentar post

arquivos

Outubro 2010

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

recentes

Terrinha

Countdown

Dia insonso

Às veses eles voltam....

Onore e Gloria

Dois novos amigos

Português levanta o cú do...

Salvar Portugal

Boa vida

Uma vida muito real.

Assuntos

a.o.i.

aborrecimento

acordo ortográfico

aktion t4

amizade

amor

anjo mudo

appena prima di partire

arquitectura fascista

asmara

beppino englaro

berlusconi

blackberry

blog

brasil

brasileiros

cacao meravigliao

camões

caprichos

carro

carros

cersaie

cesare battisti

chatice

codigo ladrões romenos

criminalidade

criminosos romenos

crise

democracia

desejo

dinheiro

direito à vida

duce

eluana

eluana englaro

emprego

emprego portuguesinho

eritreia

europa

europa de lepanto

eutanasia

ezra pound

fascismo

federico moccia

felicidade

ferias

flaminio maphia

forças armadas

fragmentos discurso amoroso

futebol

gratidão

hammarberg acorda!

hitler

ho voglia di te

homem estupido

humor

ilusões

imigração sem travões

italia

italia aos italianos

l'aquila

lula

luta à anarquia

luta à criminalidade estrangeira

maluquice

mara carfagna

mulher

mulheres

musica

musica italiana

nautica

officina del tempo

papagaios

perigo imigração

perigo imigrados

perigo romenos

ple

portugal

português língua estrangeira

problema criminalidade

problema romenos

problemas imigrados

racismo

relógios

relogios

rolex

romenos

saudade

saudades

segurança

sonhos

stronza

terrinha

tiziano ferro

trabalho

vida

violencia

violencia contra as mulheres

zero assoluto

todas as tags

links
feeds
pesquisar