Um espaço italianinho e maluco
Domingo, 1 de Fevereiro de 2009
Uma Itália estilo "Far West".

Há uns dias, quando a policia Itáliana apanhou os seis romenos que tinham violado a rapariga italiana, um grupo de Italianos furiosos chegou a assaltar a esquadra da policia onde os romenos se encontravam presos para tentarem fazer justiça sozinhos, tentando bater nos romenos, a policia, somente com grande dificuldade conseguiu proteger os proprios romenos contra a represalia e a policia chegou a prender até uns Italianos, para que se acalmassem, ficaram presos. Tudo isto já era aos meus olhos muito grave, pois eu acredito no Direito, na Lei, posso perceber muito bem a raiva dessas pessoas mas não podemos aceitar uma justiça "self-service" na qual cada um faz  justiça por si, não, temos que acreditar nas instituiçoes. Mas hoje aconteceu algo bem mais grave: esta manha por volta das 4 da madrugada um grupo de pessoas assaltaram um imigrado ilegal indiano com 35 anos que estava dormindo na sala de espera da estação de Nettuno, perto de Roma, primeiro bateram-no, depois salpicaram-no com um liquido inflamavel e queimaram-no vivo. O desgraçado foi salvo pelos Carabinieri que levaram-no ao hospital inde se encontra em gravissimas condições. Tudo isto é realmente gravissimo, fico muito triste ao ver o meu pais a tornar-se uma especie de Far West, com as pessoas que tornam-se "justiceiros" e tentam fazer justiça sozinhos. Eu quero que seja bem claro que tenho esperança que esses  que cometeram esse crime absurdo sejam apanhados cedo pelas forças policiais e acabem na cadeia. Por outro lado, acho que era altura de nos os Europeus começarmos a pensar se os nossos politicos, com as suas politicas de acolhimento aos imigrados, estejam no caminho certo. Eu acho que não. Cada dia mais Europeus começam a ficar fartos de tantos imigrados e isto principalmente porque , nestes tempos dificeis sem muitos empregos disponiveis, muitos imigrados tornam-se depois criminosos, e a criminalidade na Europa está a descolar sem travões , com uma violencia cada dia maior. É CLARO que depois, se os nossos politicos continuarem nas tintas, sem adoptarem medidas REALMENTE duras para contrastar a imigração, eventualmente chegando a utilizar as forças armadas para proteger as fronteiras europeias contra as invasões, se os politicos não começarem a perceber que as pessoas estão fartas de criminalidade estrangeira, então o que pode acontecer, é que simples cidadãos, que deviam pensar somente no trabalho ou no futebol, depois começam a tornarem-se "Justiceiros" para tentarem defender a sua terra contra a ameaça da invasão barbarica. Os  que queimaram o Indiano desceram ao mesmo nivel de barbaridade dos ilegais que eles quiseram perseguir, e por isso andam muito enganados e só merecem acabar justamente na cadeia, mas é altura de os politicos começaram a enfrentar seriamente o problema da invasão dos ilegais na Europa, para encontarem medidas duras, também militares, que possam acabar com esse problema. A imigração deve ser permitida somente a pessoas qualificadas e somente limitadamente ao numero de imigrados que um pais precisa. Se um pais precisar de 100.000 trabalhadores é inutil deixar imigrar 1.000.000, os outros 900.000 o que faziam depois? Estou cansado de tanta violencia. Aqui na Itália, se às proximas eleições aparecer um gajo com um programa politico tipo o "Proceso de Reorganizacion Nacional" do General Videla da Argentina de 1976, um tipo com um programa assim acho que ia ganhar as eleiçoes com 80% dos votos. Os Italianos estão fartos, e se calhar nem só os Italianos, cedo outros, quando o nivel da criminalidade estrangeira nos seus proprios paises subir a niveis italianos vão começar também a ser muito mais irritados com os ilegais estrangeiros. Conselho : estas pensando imigrares ilegalmente na Itália? Olha, imigra antes na Russia, na China, na India, mas nem penses em imigrares ilegalmente na Itália. Não são tempos para aventuras na Itália.


: cansado da violencia

publicado por Il Conte às 15:35
link do post | comentar | favorito
|

4 comentários:
De Tovi a 1 de Fevereiro de 2009 às 16:25
A Itália (ou melhor, a sociedade italiana) não está a ser correcta para com os pobres desgraçados que procuram abrigo na Europa.
Um imigrante indiano foi hoje de madrugada brutalmente agredido e queimado vivo por um grupo de indivíduos numa estação de comboios nos arredores de Roma, tendo sido hospitalizado em estado muito grave, informou a polícia italiana.
O agredido, um sem-abrigo de 35 anos de idade, dormia na estação de Nettuno, na zona sul de Roma, quando vários indivíduos, munidos de uma garrafa de gasolina, o agrediram selvaticamente e lhe chegaram o fogo, segundo fonte da polícia citada pela agência Ansa. A vítima continua hospitalizada e em estado muito grave em Roma. A polícia segue a pista de uma agressão xenófoba, mas não exclui que os agressores tenham atacado a vítima para a roubar.


De Il Conte a 1 de Fevereiro de 2009 às 16:59
É VERDADE, os Italianos, ou melhor, cada dia sempre mais Italianos, começam a ser nada correctos com os pobres desgraçados que, coitados, procuram abrigo na Europa. Será porque os Italianos afinal não passam de uns racistas fascistas que só gostam de bater nos pobres imigrados? Ou então será que isso tem a ver com o facto que cada dia sempre mais imigrados, não conseguendo encontrar maneiras legais de ganharem o seu dia por falta de empregos disponiveis começam a ser nada correctos com o pais que lhe deu abrigo, assaltando casas ou pessoas do pais no qual imigraram?
Segundo o artigo levado pelo Tovi a razão do assalto ao pobre indiano seria a xenofobia (eu aco que deve ser mesmo) ou então seria um simples assalto para fazer um roubo. Neste último caso, (roubo) parece-me dificil pensar que há Italianos tão desesperados que chegam a assaltarem um pobre indiano ilegal que dorme numa sala de espera dum estação só para lhe roubar...mas afinal para lhe roubar o quê? O que pode ter um ilegal sem abrigo para ser roubado? Mas se calhar foi assaltado por outros sem abrigos ainda mais desesperados e nesse caso seria uma guerra entre pobres. Seja como for é algo de inaceitavel , não se pode admitir tanta violencia. Eu sei, O Tovi acha que isto podia ser resolvido dando mais assistencia aos pobres imigrados, construindo centros de acolhimento, dando abrigo e asilo a todos. Mas no mundo há 5.000.000.000 de pobres e acho que não há espaço na Europa para tanta gente, então as soluções devem ser diferentes respeito a deixar simplesmente imigrar na Europa seja quem for dando-lhe assistencia e abrigo. Eu sei que Portugal ainda não tem os problemas da Itália, e como amo Portugal desejo a Portugal de conseguir ter uma boa politica de imigração para que não chegue a ter os problemas que nps aqui já temos. Eu desejo a Portugal isso, contudo não apostaria nem um euro nisso, receio infelizmente que só seja uma questão de tempo e mais nada : quando o nivel da criminalidade dos estrangeiros em Portugal será aos niveis em que está hoje na Itália, com assaltos e violencias diarias então os Portugueses vão chegar a ser tão fartos como os Italianos e não posso excluir que uns Portugueses cheguem a ser mesmo muito violentos contra os criminosos estrangeiros.
Mas oxalá eu esteja enganado, oxalá Portugal consiga sobreviver melhor à invasão barbarica dos estrangeiros.


De Pâmelli a 2 de Fevereiro de 2009 às 15:57
Pelo visto a coisa está mesmo PRETA por aí , Conte. :-(
Triste e horrível esta notícia.
Mas , 'Far West' ?? Acho que não.
Aqui na América não vemos nada parecido com isso acontecer, nem mesmo nos estados do sul (notoriamente racistas), nem muito menos no Southwest ( mais conhecido como' Far West' ou Terra dos Cowboys :-) , pelos estrangeiros).
Mesmo no passado, na época do faroeste americano ( Século 19 ou começo do 20...) a 'lei' da 'justiça feita com as próprias mãos' , não tinha nada a ver com imigrantes ilegais.
Mas concordo com você - a Europa não pode continuar do jeito que está.
O problema é saber se já não é tarde demais para querer mudar esta situação..:-( Me parece que a 'solução' teria que ser algo drástico e anti-democrático e será que a maioria do italianos ( e europeus) concordaria com isto??
Abraços, Pâmelli.


De Il Conte a 2 de Fevereiro de 2009 às 20:29
Este blog pretende ser um espaço "italianinho e maluco", agora maluco é quase sempre, mas neste último post se calhar foi um bocado demasiado "italianinho". A Pâmelli tem razão em não ter percebido, de facto isso só fazia sentido em italiano, acho que fiz uma pessima tradução para português do meu pensamento. Ainda há pouco a Pâmelli queixava-se dos lugares comuns: nos EUA se ser brasileiro=gostar do carnaval e do futebol, mas na verdade nem todos os Brasileiros andam doidos com o Carnaval ou o futebol. Isso do Far West, amiga, não passa duma imagem que pertence ao imaginario colectivo italiano, estou a falar de lugares comuns, preconceitos, muito enraizados na minha cultura, mas também tudo isso é normal, eu viajei e sempre ouvi montes de lugares comuns sobre nos os Italianos, uns deles são verdades, outros são exageros, uns são mesmo invenções gratuitas que não tem nada a ver connosco. Mas assim como os outros têm lugares comuns sobre nos Italianos, nos também temos etiquetas para os outros. E assim, por exemplo , na língua italiana, "portoghesi" (portugueses) chamamos esses que não pagam o bilhete e viajam de borla ou entram em algum site sem bilhete, "americanata" é algo um bocado exagerado, de mau gosto, pouco elegante, grosseiro, kitch, etc....
Nos anos setenta na Itália produziram-se imensos filmes do genero "western", eram filmes feitos na Itália com actores italianos, mas pretendendo serem "western", sobre cowboys e isso tudo. Por acaso até os westerns italianos pareciam mais "western" dos proprios originais americanos!!! Ah ah ah..serio!!! Tinham musiquinhas lindas do Ennio Morricone e verdadeiros cowboys (italianos!!!).
Bem, nesses westerns havia essa imagem dum Far West sem lei, isto é, havia sim o inevitavel "Sheriff" mas o desgraçado mal conseguia contrastar os bandidos e afinal as questões resolviam-se brutalmente com pistolas, quem disparava mais cedo ganhava. Assim, na língua italiana, um "Far West" representa a imagem de algo sem lei, ou então com uma unica lei: "mato-te primeiro eu a ti, para que tu não me mates a mim" - mors tua vita mea.
Era isso o sentido que eu quis dar, não era uma acusa ao Far West americano e simplesmente o erro de traduzir mal para português, utilizando uma imagem do nosso imaginario colectivo italiano que justamente não é partilhada com outras culturas diferentes. Provavelmente devia mudar de titulo ao post...mas afinal, não me parece demasiado importante. Quero somente acrescentar que por acaso passei pelo Utah e pelo Nevada (e acho que ali é mesmo "Far West") mas achei que eram estados muito bem civilizados!!!
Repito, não tenho nada contra o verdadeiro Far West e peço desculpas por ter utilizado uma imagem mental demasiado italianinha.


Comentar post

arquivos

Outubro 2010

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

recentes

Terrinha

Countdown

Dia insonso

Às veses eles voltam....

Onore e Gloria

Dois novos amigos

Português levanta o cú do...

Salvar Portugal

Boa vida

Uma vida muito real.

Assuntos

a.o.i.

aborrecimento

acordo ortográfico

aktion t4

amizade

amor

anjo mudo

appena prima di partire

arquitectura fascista

asmara

beppino englaro

berlusconi

blackberry

blog

brasil

brasileiros

cacao meravigliao

camões

caprichos

carro

carros

cersaie

cesare battisti

chatice

codigo ladrões romenos

criminalidade

criminosos romenos

crise

democracia

desejo

dinheiro

direito à vida

duce

eluana

eluana englaro

emprego

emprego portuguesinho

eritreia

europa

europa de lepanto

eutanasia

ezra pound

fascismo

federico moccia

felicidade

ferias

flaminio maphia

forças armadas

fragmentos discurso amoroso

futebol

gratidão

hammarberg acorda!

hitler

ho voglia di te

homem estupido

humor

ilusões

imigração sem travões

italia

italia aos italianos

l'aquila

lula

luta à anarquia

luta à criminalidade estrangeira

maluquice

mara carfagna

mulher

mulheres

musica

musica italiana

nautica

officina del tempo

papagaios

perigo imigração

perigo imigrados

perigo romenos

ple

portugal

português língua estrangeira

problema criminalidade

problema romenos

problemas imigrados

racismo

relógios

relogios

rolex

romenos

saudade

saudades

segurança

sonhos

stronza

terrinha

tiziano ferro

trabalho

vida

violencia

violencia contra as mulheres

zero assoluto

todas as tags

links
feeds
pesquisar